maio 26, 2016 | Por Mandy em Reflexão

UM DIA DIFÍCIL PARA FALAR DE SHAMPOO

Este não é o post que eu esperava escrever hoje. Afinal, aqui é um espaço para falar de coisas leves e gerar alguma distração para nossos dias atribulados. Infelizmente, às vezes as circunstâncias me obrigam a mudar o tom da conversa e trazer para cá uma reflexão sobre alguns episódios, como o ocorrido lamentável de ontem: uma menina foi estuprada (e gravada) por nada menos do que 30 homens. Se é que dá para chamar de homem um animal, uma besta dessas. Isso não aconteceu na Índia, num país extremista… Isso aconteceu a poucos quilômetros de mim, aqui no Rio.

estupro campanha

Tudo foi devidamente registrado pelos covardes e divulgado na internet. A menina de 16 anos estaria sendo “punida” por uma traição. Não tenho nem palavras para manifestar o tamanho do repúdio, da revolta, da ojeriza. Tampouco sei o que fazer para reparar o que foi feito a esta moça, se é que existe algo que possa ajudá-la… Não consigo sequer abrir os escassos links de matérias que falam sobre o caso. Aliás, como uma barbárie dessas acontece sem comoção da mídia? Queria entender.

Mas se esse ocorrido desprezível “serve” de alguma coisa é para enterrar de vez o argumento que o estuprador não é nada além de um caso isolado, de uma pessoa doente ou louca. Quando trinta – TRINTA – homens decidem cometer este crime bárbaro, como este argumento se sustenta? Quando de 1, 2, 3… 30 seres tecnicamente humanos, nenhum resolveu parar e impedir o que estava acontecendo, o que explica este episódio repulsivo? Abriram as portas do hospício?

Human-body-500x330

Este é nada além de um dos resultados mais vis da cultura do estupro e do machismo tão presentes na nossa sociedade. Bastou alguém sugerir, que não um, mas trinta caras acharam uma boa idéia. Vocês acham que este número é compatível com a estatística? Trinta psicopatas que se conheciam e andavam juntos? Nenhum com o bom senso e a saúde mental para dizer “não”?

Não eram psicopatas. Não eram doentes. Eram 30 homens “de família”, homem “de verdade”, cabra macho… Homens como eu e vocês podemos conhecer, fomentados pela ira de uma suposta traição, pela sede de violência, pela misoginia. Qualquer humano não faria isso com outro humano. Mas faltou humanidade e também a empatia de enxergar a mulher como um igual. Isso sem contar a hipocrisia… Seriam dentre esses trinta animais, todos leais e fiéis também? Para eles não faz diferença. Mulheres e homens não vivem sob as mesmas leis.

estupro

Está difícil arrumar forças neste feriado para debater este assunto, mas o meu ponto é apenas este: não foi e não é doença, é a nossa cultura. Violência contra a mulher, subjugação da mulher, a cultura do estupro e até a pedofilia (já falou “novinha” hoje?) são parte da nossa cultura cotidiana. O feminismo não é mimimi. É uma revolução mais do que necessária e até tardia. Falta igualdade, falta justiça, falta empatia. Quantos homens citaram este caso no feed de vocês? Na minha foram zero. Zero amigos apareceram no meu facebook indignados com o crime, mesmo com o meu feed lotado de postagens sobre isso. São apenas mulheres… Um caso desta dimensão não merece uma revolta coletiva?

Não dá para falar de shampoo hoje.

Beijos,
Gabi

Você também pode gostar
Comentários
  1. Amanda Hillerman • maio 26, 2016 - 16:05

    Dia difícil mesmo, Gabi. Eu estou completamente chocada com esse caso e pensei a mesma coisa que você quando soube do acontecido, TRINTA! Esse é um número assustador. Um caso desses merece sim uma revolta coletiva e o feminismo precisa estar cada vez mais presente nas conversas cotidianas.

    • Mandy e Gabi • jun 14, 2016 - 01:01

      Tem que se tornar um hábito!
      Beijos,
      Gabi

  2. Fly • maio 26, 2016 - 17:44

    Simplesmente chocada!!! Esses 30 homens nem se pode chama lo de animais, pois animais não estupram suas fêmeas… São um bando de covardes que se acham os melhores pois estão em bando para atacar um pessoas inocente por um SUPOSTA traição… E dai se ela traiu… Larga e esquece ela e bola pra frente!!! FIQUEI ENJOADA, EMBABACADA, sei la… fiquei em choque!!!

    • Mandy e Gabi • jun 14, 2016 - 01:01

      Um terror!
      Beijos,
      Gabi

  3. Glau • maio 26, 2016 - 18:50

    Infelizmente, não dá pra chamá-los de outra coisa: são homens! são seres humanos! a gente tem que parar de achar que monstros e loucos fazem isso. Não! Seres humanos fazem isso! Não dá pra fugir da realidade, acho que isso só piora as coisas… Vamos encarar os fatos como eles realmente são: seres humanos homens e mulheres vivendo num mundo machista. Só resta a minha solidariedade à menina

    • Mandy e Gabi • jun 14, 2016 - 01:00

      Concordo!
      Beijos,
      Gabi

  4. Fernanda Ramos • maio 27, 2016 - 09:50

    Gabi, o único homem no meu feed foi o Juliano Casaré. Não seguia, apareceu nos randoms, e agora sigo. Escreveu um texto lindo a respeito, que mostra que ao menos para alguns homens o que aconteceu não tem cabimento. Infelizmente o único que vi.

    • Mandy e Gabi • jun 14, 2016 - 01:00

      Depois desse post consegui contar uma meia dúzia, no máximo…
      Muito triste!
      Beijos,
      Gabi

  5. Paloma Leon • maio 27, 2016 - 14:43

    Parabéns pelo texto!Precisamos debater sobre o machismo e essa cultura maldita.

    • Mandy e Gabi • jun 14, 2016 - 00:59

      Obrigada Paloma!
      Beijos,
      Gabi

  6. […] Um dia difícil pra falar de shampoo, do […]

Voltar para o topo!