20150613_ZEE_CeA_LOLITTA_3914PB copy A nova parceria da C&A.
tendencia ciganinha ombros de fora Tendência charmosa e na carona do boho!
looks para sair a noite balada noitada night pecas ideias Looks para sair à noite, em 3 estilos!
7 COISAS QUE NUNCA TEREI/USAREI POR MOTIVO DE “ÃO”

Para quem está chegando neste humilde blog hoje, saiba que eu sou um mulherão. Não um avião, como alguns gostam de colocar, mas uma mulher “ão“. Pernão, bração, mãozão, pézão, peitão, barrigão, coxão, quadrilzão… Só não sou mais cabelão porque esse eu cortei fora. Veja bem, já foi bem difícil ser “ão”, sobretudo quando todas eram “inhas”. Hoje eu gosto! Faz parte de quem eu sou. Acho que combina até com o meu nome. Gabriela. Se me chamasse Nina ou Mia eu obrigatoriamente teria que ser menor, rs.

A questão é que, por trás de ser “ão” está uma série de privações vestimentares, algumas até que a maioria das pessoas nem hesitaria antes de vestir. Eu tenho uma lista enorme de coisas que eu nem puxo da arara, além de, claro, aquelas que eu não encontro no meu tamanho de jeito nenhum. Dentro desta lista existem algumas coisas que eu realmente lamento não poder usar, porque acho lindo… Venho aqui compartilhar meu luto com vocês:

foto 1 (34)

1. Calça de couro :: Por motivos de coxÃO. Tenho coxa grossa, gorda ou magra, é uma constante. Eu acho calça de couro algo belíssimo, mas receio que nunca terei uma. Já parou para pensar quantas vacas teriam que morrer para cobrir toda a circunferência das minhas pernas? E nem ficaria bom…

foto 4 (23)

2. Decote nas costas :: Por motivos de peitÃO. Nada feito para ser usado sem sutiã é bem-vindo no meu armário. Se eu pudesse, usava sutiã debaixo do sutiã.

foto 2 (30)

3. Mini-saia :: Por motivos de pernÃO. A vida toda eu fantasiei com mini-saia. Agora nem que eu virasse faquir, porque já passei da idade. E olha que eu tentei… Fica bizarro em mim. Proporção é tudo na vida.

foto 1 (33)

4. Regata :: Por motivos de braçÃO. Eu te garanto que você nunca viu meu braço. Eu poderia ter uma tatuagem gigante da cara do Latino aqui e ninguém nunca saberia. A menos que você me veja na praia… Eu não uso regatas ou outras blusas assim desde os 15 anos. Tenho essa consciência desde cedo. Só uso com algo em cima, como um blazer ou cardigã. Do contrário, vou na camiseta. Por que eu vou ficar mostrando algo que não me valoriza? Melhor mostrar algo de bom, rs. Sou estratégica.

foto 4 (22)

5. Decote profundo :: Por motivos de PeitÃO. Acho a coisa mais deslumbrante um decotão bem fundo, numa mulher com pouco peito… E uma coisa horrenda numa mulher com peitão. Muito feia aquela bundinha no meio do colo, que depois emenda na barriga. Cada um é livre, sempre! Que ninguém se ofenda com a minha insignificante opinião, mas eu considero muito deselegante e me sinto estranha. Sem contar que é impeditivo para o meu amiguinho, o sutiã. Acho peito pequeno tão bonito! Não sei porque todo mundo põe silicone… Só colocaria se fosse algo bem desproporcional. Do contrário, aproveita gente! Olha que linda essa moça!

foto 2 (29)

6. Bota até a coxa :: Por motivos de coxÃO e pézÃO. Eu não descarto completamente a over-the-knee (porque eu seguiria essa cartilha aqui), mas estou falando daquelas que vão até o meio da coxa mesmo. Nem que eu quisesse muito, porque não existe. Entra no problema das vacas lá de cima, isso sem contar o pé 43.

foto 3 (30)

7. Tubinho adesivo ou bandage ::  Por motivos de noçÃO. Se esses vestidos deixam modelos macérrimas gostosas, imagina a tragédia que não fariam comigo? Esse vestido é quase um exame de raio X ou algo mais invasivo. Eu sou super a favor de roupa ajustada, mas uma parte de cada vez! Senão, como eu vou fazer a compensação? Sem contar que fica aquela bunda quadrada atrás… Definitivamente não é pra mim, mas bem que eu gostaria de um bordeaux até o joelho. Acho um escândalo até hoje!

Esses são só alguns dos itens mantenho a distância, na verdade tem até mais, mas não fiquem tristes por mim! Tudo o que eu abri mão é por uma questão estratégica e que no fim me beneficia. Aprendi a me virar dentro das minhas possibilidades, através da consultoria de imagem, e hoje sou feliz assim. Melhor do que sair toda desconfortável tentando me igualar a alguém em uma foto que não tem nada a ver comigo, rs.

E vocês? Também têm peças que nem chegam perto?

Beijos,
Gabi

54Comentários
Você Também pode Gostar
Jun 11, 2015
MARINA SMITH PARA SALVE SALTO ::: DO 33 AO 43!

Há alguns dias contei para vocês sobre o drama para encontrar sapatos do meu tamanho, já que eu calço 43. Muitas compartilharam histórias não só de pés grandes, mas também de pés pequenos, como 33 e 34, ou até menos. Eu já tinha visto a coleção de sapatos da querida Marina Smith para a Salve Salto pelo Instagram e Snapchat, mas foi só até uma leitora vir me avisar (obrigada Thaís <3) que eu fiquei sabendo que a linha tinha modelos do 33 ao 43. Nossa, que notícia maravilhosa!

Marina Smith para salve salto sapatos tamanhos grandes tamanhos pequenos sapatos personalizados

Marina Smith é uma das blogueiras de maior respeito desse Brasil, que faz um trabalho lindo e redondinho há um tempão. Todo mundo sabe. Já esperava sapatos bacanas de uma parceria com alguém como ela. Mas nunca imaginei que eu poderia ter um! E olha que lindos:

marina smith para salve salto 2 beauty sapatos tamanhos grandes 33 ao 43

marina smith para salve salto 2 beauty sapatos tamanhos grandes 33 ao 43 2

marina smith para salve salto 2 beauty sapatos tamanhos grandes 33 ao 43 3

Esses são só alguns dos sapatos prontos, mas a coleção tem 15 modelos desenhados pela Marina. As rasteiras custam R$229,00 e os scarpins e sandálias custam R$289,00. Para quem, como eu, ainda não conhecia a Salve Salto é um site que permite que você crie o seu próprio sapato, a partir de modelos de base. Você escolhe tudo! Isso tem o potencial para mudar a minha vida, mas ainda não me permiti ficar muito animada, porque quero me certificar de que vai caber mesmo. Afinal, eu sou o 43, que é o último tamanho… Vai que fica apertado! Por ora, comprei esta rasteira vermelha com oncinha que é amor à primeira vista. Tem todos aqui gente!

Marina, parabéns pela coleção! Arrasou! Se couber no meu pé de anjo, vou usar até acabar, rs.

Beijos,
Gabi

10Comentários
Você Também pode Gostar
Jun 10, 2015
ETIQUETA DE COMPOSIÇÃO DAS ROUPAS :: NÃO COMPRE GATO POR LEBRE

Fale a verdade: você olha a etiqueta de composição das roupas quando vai comprá-las? Aquela branca perfurante que fica na lateral e te diz do que é feito o tecido. Se olha, sabe o que quer dizer o que está escrito ali? Eu já falei diversas vezes sobre isso em alguns posts, mas nunca fiz um dedicado e acho que merece. Não olhar a etiqueta de composição ao comprar pode ser um erro fatal (dramática!). Você pode acabar pagando caro por um tecido que não custa o que está na etiqueta ou até deixar de usar uma peça por conta do material, que esquenta ou pinica. Parece familiar?

etiqueta de composicao das roupas comprando certo

Eu já olho a composição na arara, antes mesmo de pegar para o provador, principalmente de blusas e afins. Parece drástico, mas isso me poupa um tempo e esforço enormes! Sobretudo depois de um tempo, quando você aprende a identificar a maior parte ao bater o olho. Eu só experimento o que tem chances reais de eu levar. “Mas você não compra nada que não seja nos tecidos ‘adequados’?” – Não. Talvez numa parte de baixo. Comprava mais quando eu vivia na Inglaterra, onde o sol não era um sádico com uma lupa na mão me queimando no recreio, como uma formiguinha. Mas eu moro onde o capiroto faz sauna, no Rio de Janeiro, e eu provavelmente não vou comprar uma peça que só vou poder usar em 1/4 do ano. Se eu estivesse no Sul eu poderia repensar…

etiqueta de composicao roupas material natural sintetico

Fofo <3 Sdds

Mas como começar a entender o que está na etiqueta? Eu não sou nenhuma especialista. Aliás, longe disso mas, grosso modo, dá para dividir os tecidos em duas categorias: as fibras naturais e as as não-naturais. Dentre as naturais, estão as mais óbvias, como algodão, seda, linho e lã. São tecidos relativamente mais caros/nobres, que duram mais e deixam a pele respirar, por isso não abafam tanto. Dentre os não-naturais estão os artificias, como a viscose e o modal, (feitos de celulose e afins) que eu gosto bastante, e os sintéticos, feitos de polímeros químicos (plástico, vai), como o poliéster e o acrílico. Fujo desses dois como corro do brigadeiro de Whey Protein! Se você tem problemas com odores, fuja mais ainda. Acrílico é lã de gambá. #ExageradaEu? Para quem tem alergias cutâneas pode não ser muito bacana também.

etiqueta de composicao

O problema é que o poliéster é uma epidemia. Qualquer blusinha que queira se passar por crepe de seda é de poliéster. E não é só na fast-fashion não! Qualquer “boa loja” que você conheça está te vendendo camisa de poliéster por R$500,00. Eu acho isso inadmissível. Talvez seja frescura minha, mas esse preço não se justifica. Um outro fenômeno recente (ou eu só notei de uns 5 anos para cá) é que todo tricô agora tem acrílico (a lã sintética). Como uma pessoa vai vestir acrílico no Brasil além-Sul? Tudo bem que em defesa das marcas, se fosse de lã também não resolveria, rs. É por isso que não tem compra mais garantida para mim do que encontrar um pulôver de tricô de 100% algodão. Mas é uma caça ao tesouro!

tumblr_inline_mmwa14Vkk21qz4rgp

Tenho que reconhecer que o poliéster tem suas vantagens… Ele é (ou deveria) ser mais barato que a alternativa e quase não amassa. Ainda assim eu sei que não vale a pena porque vai encalhar no armário. Acaba sendo prejuízo, no meu caso. O mesmo vale para o acrílico. Se você usa e não tem problemas com esse tipo de material, maravilha! Ainda assim, veja a etiqueta de composição para se certificar de que o que está pagando equivale ao que está levando, porque é para isso que eu fiz esse post. Cansei de dar um bom dinheiro em roupas que não tinham um material de valor equivalente. Chateada.

etiqueta de composicao material das roupas algodao poliester seda la acrilico

Claro que nem tudo é tão preto no branco assim. Às vezes a roupa tem uma aplicação, tratamento especial, processo de impressão ou pode até ter um tecido misto de vários. No entanto a idéia aqui é fazer com que todo mundo fique mais atento, porque tem muito “golpe” em roupa cara. Você pensa que está levando um produto melhor e nem sempre é o caso. Além disso, se tem uma blusa que você não usa  porque te faz fritar, provavelmente o motivo é o tecido. Então vale a pena checar a etiqueta antes de passar o cartão e te poupar desse prejuízo. ;)

Beijos,
Gabi

35Comentários
Você Também pode Gostar
May 28, 2015
Página 4 de 97« Primeira...23456...Última »