jun 04, 2018 | Por Mandy em Por Aí

#StarvingPorAi: Dicas de Madri!

Meu Deus, gente! Juro que não sumi, este blog ainda existe! rs… Acho que nunca fiquei tanto tempo sem postar aqui. Fiquei quase um mês viajando e o retorno foi uma loucura para colocar os trabalhos e a vida em dia. Estou com mais de 15 posts para escrever aqui (e ainda tem os tutoriais da Copa!) e queria muito postá-los logo, mas não vou prometer prazos para mim mesma porque isso está me deixando louca já, rs… Fico nervosa e ansiosa por saber que não estou conseguindo dar conta de tudo e que o blog anda meio parado. MAS… não precisamos de ainda mais cobranças na vida, não é mesmo? Já bastam todos os jobs, freelas, contabilidades, projetos, boletos e preocupações do dia a dia… Bom, chega de #desabafo e vamos começar logo pelas dicas da viagem.

Quem me acompanha pelo Instagram, deve ter visto que fiz uma viagem com 2 amigas pela Espanha e Portugal. Foi uma experiência incrível! Fiz a última parte a viagem sozinha – e isso também vai virar post! Mas, começando do começo, rs, vamos às dicas de Madri, a primeira cidade do nosso roteiro.

• Museu Caixa Fórum: Descobrimos o Caixa Fórum por acaso. Estávamos passando na frente, vimos que tinha uma exposição do Andy Warhol e resolvemos entrar. Foi uma surpresa maravilhosa. A exposição era ótima e a entrada custou apenas 4 euros. Tem Caixa Fórum em outras cidades como Barcelona e Sevilha e as exposições ficam circulando. Logo depois essa do Andy Warhol ia para Barcelona e por lá nós vimos uma da Disney que depois iria para Madri, então é bom fica de olho na programação. ;)
 > Paseo del Prado, 36

• Museu Thyssen-Bornemisza: Tem uma coleção permanente incrível e suas obras estão colocadas de forma cronológica, das mais antigas às mais recentes, o que faz do Thyssen o museu mais didático da capital. Pagamos 12 euros para um ingresso que dava direito a exposição temporária de Joaquín Sorolla, que era super influenciado pela moda nas suas obras, e o acervo do museu. Às vezes têm umas exposições temporárias gratuitas. Eles estavam montando uma da Louis Vuitton quando a gente estava lá que parecia bem legal!
> Paseo del Prado, 8 – pertinho do Caixa Fórum

• Museu Reina Sofia: Visita quase obrigatória em Madri, rs… Recheado de Pablo Picasso, Salvador Dalí, Juan Miró, Kandinsky, Georges Braque, Roy Lichtenstein, etc., foi  inaugurado oficialmente em 1992 no prédio de um antigo hospital! E vale, claro, ficar alguns minutos observado Guernica, uma das obras mais importantes de Picasso.
> Calle de Santa Isabel, 52 |  €8 – entrada gratuita de segunda a sábado após as 19h e domingo após as 13h30

• Exposição Revolucionarios del Siglo XX: Descobrimos essa exposição num cartaz no aeroporto. Achamos interessante, fomos e adoramos! Super didática, explica direitinho tudo sobre o movimento Dadaísta e Surrealista e está cheio de obras de Duchamp, Magritte, Salvador Dalí, Man Ray, entre outros.
> Palácio de Gaviria | Calle del Arenal, 9 – até 15 de Julho | 5 euros

• loja Kling: Tem algumas espalhadas pela cidade. Vale a visita só pelo VM e design da loja, é muito fofa!

• Monumento Templo de Debod: É uma construção egípcia de mais de 2.200 anos e foi  doada para a Espanha pelo Estado Egípcio e está aberto para visitação desde 1972. O templo, transportado pedra por pedra, foi remontado na cidade espanhola e, ao seu redor, foi construído um espelho d’água que simboliza o Rio Nilo. É bem bonito! Fica em uma grande área verde, ao lado da Plaza de España. Vale super a visita.
> Parque del Oeste, bem ao lado da Plaza de España | Não abre nas segundas-feiras | entrada gratuita

• Mercado de San Miguel: Vamos começar a falar de comida?! rs… Como se come bem (e barato) na Espanha. Nossa primeira parada foi em grande estilo, no Mercado de San Miguel. Já piramos antes de entrar, porque o prédio onde fica o mercado é lindíssimo. São vários mini restaurantes, com todo tipo de comida, em um só lugar. Pegamos uma taça de vinho e ficamos andando pelo mercado, comendo pequenas porções para experimentar um pouco de tudo, rs. O ponto alto foi a paella! :9
> Plaza de San Miguel, s/n

• Mercado de San Anton: Nós éramos as loucas dos mercados na viagem, rs… O de San Anton é uma gracinha, mas bem menor que o San Miguel. Resolvemos almoçar por lá, seguindo a dica da Vanessa, do SAVE Pelo Mundo, que montou um guia gastronômico incrível pra minha viagem. Esse almoço valeu muito a pena. Pagamos 12,5o euros no menu do dia, com entrada, prato e sobremesa. Sem contar que o terraço é super agradável.
> Calle de Augusto Figueroa, 24B

• Hanso Café: Que nome maravilhoso, rs… mas de ranço mesmo, não tem nada! Já não me lembro de quem foi essa dica, acho que de uma amiga da Isa. Sei que o café é bem hipster e instagramável, haha. Mas, além de bonito, também tem um café delícia e uma comida gostosa. A torrada com abacate e tomates estava bem boa!
> Calle del Pez, 20

• Toma Café: Esse outro café ficava perto do nosso Airbnb e descobrimos pelo Google Maps. Outra supresa boa, uma gracinha! Não conseguimos lugar para sentar – tinha muita gente sentada trabalhando – mas pedimos um café e ficamos um tempo ali apreciando a vibe dos locais, rs…
 Calle de la Palma, 49

• 100 Montaditos: Essa fica foi de uma amiga que mora em Madri e depois vimos em quase todas as outras cidades em que passamos. É uma boa pedida para um almoço ou lanche rápido. São inúmeras opções de mini sanduíches baratinhos – 1 euro cada! Sei que pedimos 3 sanduíches cada uma e uma cerveja e gastamos 5 euros para almoçar. Nada mal, rs…
> vários locais da cidade

• Casa Macareno: Fomos nesse bar com uma amiga da Isa que mora na cidade e logo você percebe que realmente é um lugar dos locais, zero turistas – adoro conhecer esses endereços. Ficamos chocadas com o preço barato da cerveja, que sempre vem acompanhada de tapas gratuitos. Isso é muito comum na Espanha, principalmente em Granada (vou falar melhor em outro post). Muitos lugares oferecem tapas quando você pede alguma bebida alcoólica. Nós bebemos três cervejas cada, pedimos dois petiscos para dividir (os outros tapas foram gratuitos) e gastamos 9 euros cada uma! Esse bar fica numa região bem boêmia e jovem, com vários bares e boates perto.
> Calle de San Vicente Ferrer, 44

Ficamos 3 dias em Madri e foi suficiente para vermos o básico e explorar as ruas andando, sem pressa e apreciando cada cantinho. Esta semana ainda continuo postando os outros destinos da viagem! ;)

Beijos!
Mandy

Você também pode gostar
Comentários
  1. Nanda Partivicks • jun 13, 2018 - 11:29

    Que gostoso são estas viagens, ao lermos sentimos até o cheiro é o gosto destas cervejas e dos tapas.kkkk
    Mandy, posta mais !!! Cadê os quinze posts.
    Beijos.

    • Mandy • jun 15, 2018 - 11:46

      Essas cervejas e esses tapas,,, <3 muito amor! rs
      Vão sair!! hahaha É tem que tem post de CarnaCopaJunino na frente, mas vão rolar! :)
      Beijos!!

  2. Helo Inoue • jun 13, 2018 - 13:16

    Mandy!
    Nunca tive espanha nos meus planos de viagem, mas fiquei enlouquecida com a sua ahhahahaha
    aguardando os próximos posts

    bjo

    • Mandy • jun 15, 2018 - 11:45

      Ahh, que bom que curtiu, amore!!
      Vão entrar também! Depois dos tutoriais CarnaCopaJunino, rs…
      Beijos! <3

  3. Vanessa de Moraes Kern • jun 17, 2018 - 18:53

    Mandy querida, que bom que você gostou do roteirinho!
    Obrigada pela menção no post…Beijão

  4. Fernando Paz • ago 05, 2018 - 11:31

    Que lindo estes locais, adoooooro, qualquer dia nos esbarramos em uma viagem destas. Vou te interromper para te dar um grande abraço.
    Que ótimas dicas
    Beijão

    • Mandy • ago 14, 2018 - 13:00

      Hahahaha, fofa! <3

Voltar para o topo!