COMO SE TORNAR BELA, RECATADA E DO LAR

Com os novos valores da vida moderna a gente esquece o que realmente é importante para ser uma mulher adequada. Precisamos resgatar os valores de…

by 

Com os novos valores da vida moderna a gente esquece o que realmente é importante para ser uma mulher adequada. Precisamos resgatar os valores de antigamente, digo, alguns séculos atrás. Afinal, o que pode ser mais relevante para uma mulher do que ser bela, recatada e do lar? Nesta ordem. Assim podemos atingir o ápice da feminilidade e da adequação.

Stepford-Wives-wives

Afinal, é disso que os homens gostam, não é? E o que seria de nós sem um exemplar masculino dentro de casa? Acho que nos ajuda muito ter alguns referenciais para seguir – ou não seguir. Por isso, selecionei algumas mulheres (da ficção, porque eu adoro) que são modelos do que não fazer, para nos orientarmos neste sentido:

khaleesi dany

Danaerys Targaryen: Devia ter ficado em casa cuidando da louça do marido (de luva, para não estragar as unhas, porque ele não gosta) mas fica por aí se exibindo montada em dragão e libertando escravos. Onde já se viu?

yang

Christina Yang: Essa vai morrer sozinha. Passa o dia abrindo o peito das pessoas e salvando vidas. Nunca pisou num salão. Que desnecessária.

claire

Claire Underwood: Posa de recatada e do lar, mas nos bastidores está bolando um plano para dominar o mundo. Tudo errado.

hermione

Hermione Granger: Nunca pisou num salão para ajeitar esse cabelo arrepiado. Está mais preocupada em zombar da estupidez alheia. Só porque é muito inteligente? Ora…

gloria

Gloria Prichett: Essa é do lar e belíssima. Mas cadê o recato?

olivia pope

Olivia Pope: Não há ninguém melhor do que ela no que faz, mas focou a vida na carreira e ainda se envolveu com um homem que não pode casar. Aí para quê serve, né?

lynette

Lynette Scavo: Ora bela, ora do lar, mas nunca recatada.

peggy

Peggy Olson: Largou a procura por um marido para correr atrás da carreira. Para quê?

virginia

Virginia Johnson: Paga as contas analisando e falando sobre sexo. Não vai muito longe, não é mesmo?

amy

Amy Farrah Fowler: Inteligente demais… Tinha que se fazer de tonta de vez em quando. Neurociência não rende um bom marido.

É importante notar que essas mulheres tão capazes, decididas e realizadas não devem ser modelo para ninguém. Mais vale ficar bem na foto… Dentro de casa, claro, independentemente do que você almeja para si. Afinal, todas queremos que nossos maridos sejam homens de sorte, não é mesmo?

Entenderam? rs

Beijos,
Gabi

8 comments

  1. Quando li a reportagem pensei logo, Gabi vai fazer um texto ótimo no Starving! Dito e feito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.