maio 23, 2013 | Por Mandy em Destaques, Por Aí, Starving recomenda

NY :: PUNK: CHAOS TO COUTURE!

banner_ny

Mil desculpas pela falta de post de NY na semana passada. :S As últimas semanas de finals da pós foram muito corridas e não tive tempo para fazer nada do blog! Isso não vai se repetir pelo menos até Agosto, quando volto às aulas, rs. Como mostrei no Instagram na semana passada, fui na “Punk: Chaos to Couture” no Metropolitan! Ainda não tinha ido em nenhuma das exposições do The Costume Institute porque sempre dava o azar de coincidir com a data que estava no Brasil. Ainda bem que consegui ir nessa, incrível! Consegui tirar umas fotos clandestinas com iPhone e outras 3 peguei na web para ilustrar o post.

A exposição foi organizada pela curadoria do museu, a Condé Nast e o Moda Operandi. Eles retrataram o impacto do movimento desde sua criação, lá pelos anos 70, até a sua influência hoje em dia. As roupas da época são misturadas com modelos atuais de estilistas renomados. Eles focaram na relação do “DIY” que o punk tem com o “feito sob medida” das roupas de haute couture. A exposição é divida em torno dos materiais, adornos e técnicas utilizadas.

met-metropolitan-ny-new-york-dica-viagem-exposicao-exhibition-punk-chaos-to-couture-moda-fashion-vogue-moda-operandi-taylor-tomasi-hill-alexander-mcqueen-givenchy-moschino-diy-margiela

Assim que chegamos no local já entramos no clima com a música alta e projeções. As duas primeiras galerias são dedicadas aos “punk heroes”, como Blondie, Richard Hell, Patti Smith, Malcolm McClaren e Vivienne Westwood, rainha no quesito punk, né?

As próximas são todas dedicadas ao DIY. A primeira, D.I.Y. Hardware, foca no uso de spikes, alfinetes, correntes, etc. pelos estilistas de alta costura. A D.I.Y. Bricolage, destaca a customização. Achei uma das partes mais interessantes. Quase todas as peças são feitas com materiais recicláveis, como sacos de lixo, sacolas, papel, chapinhas de garrafa, etc. Já a D.I.Y. Graffiti and Agitprop, explora um dos pontos mais importantes do movimento punk: o confronto e a provocação, que são também representados por textos e imagens do The Clash. Por último, a D.I.Y. Destroy, com peças rasgadas, desfiadas e desconstruídas.

Para quem não visitar o Met, esse vídeo mostra um overview muito bacana com narração do curador do Costume Institute, Andrew Bolton. Dá para ver quase tudo que rola na exposição. ;)

Fui em uma terça de manhã logo que o museu abriu, lá pelas 10h, e não estava tão cheio. Imagino que durante o final de semana deve ficar tenso, rs. Ah, nem todo mundo sabe que o Metropolitan cobra um preço sugestivo, mas você pode pagar quanto quiser pelo ingresso. ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
Comentários
  1. Nina Boutique • maio 24, 2013 - 21:09

    Isso que eu chamo de estilo..hhahaha bjuu

  2. Geovana Cybele • maio 26, 2013 - 09:42

    Uma exposição que fiquei mais do louca para ver…uma pena ser tao longe daqui..
    Beijos

  3. Martha B • jun 14, 2013 - 21:33

    Adorei o post e principalmente o vídeo, que deu uma ideia bacana da exposição! Pena eu não poder ir, eu iria amaaaaar!!!

Voltar para o topo!