nov 26, 2014 | Por Mandy em Beauté, News

TENDÊNCIA BIZARRA :: AXILAS TINGIDAS

Essa vai pirar o cabeção de vocês! Se as pernas peludas já causaram furor por aqui, a nova tendência de beleza (ainda não decidi se essa é a palavra mais apropriada) vai dar frio na espinha:

axilas-tingidas-coloridas

Isso aí que vocês estão vendo! A moda agora é axila tingida. E por tingida, leia-se também cabeluda, como se isso por si só já não fosse controverso. Claro que é uma manifestação de um grupo específico, mas tem ganhado espaço nos últimos tempos. Os pêlos têm sido uma bela ferramenta de protesto entre as pessoas que pregam direitos iguais entre os sexos. Já eu prefiro brigar por isso de outras formas, mas não vou julgar estas moças, por mais que me cause aversão. Aliás, admiro a coragem.

axilas-tingidas-coloridas2

Sendo sincera, acho menos repulsivo essa versão coloridinha, casando com o cabelo, do que o natural. Não me pergunte o motivo, mas acho desta forma menos pior. E claro que Lady Gaga, que não perde uma, já saiu por aí de axila verde. Só que no caso dela, assim como na cabeça, é “peruca”! Hahaha… É cada uma!

O que acham dessa história?

Beijos,
Gabi

Você também pode gostar
Comentários
  1. Luma • nov 27, 2014 - 11:44

    Teve um post bem legal sobre o assunto no ricota não derrete.

    • Mandy e Gabi • nov 27, 2014 - 13:17

      Opa! Obrigada! :) Vou procurar!
      Beijos,
      Gabi

  2. Lais K • nov 27, 2014 - 20:50

    Me amarrota que eu to passada !!! E bege quadriculada também !!
    A perna peluda parece desleixo, mas isso aí é muita bizarrice pro meu gosto !!
    Dá vontade de cutucar e falar: Moça, tem um pedaço de algodão doce grudado no seu suvaco !! huahua…

    • Mandy e Gabi • nov 28, 2014 - 19:29

      Hahahahahahahaha!!! Algodão doce!
      Morta…:)
      Beijos,
      Gabi

  3. • nov 29, 2014 - 17:02

    Acho que é uma maneira interessante de empoderamento que beneficia a todas nós de certa maneira, já que é uma libertação aos padrões estéticos (entre tantos outros) que nós mulheres somos submetidas. Ou seja, nada nos impede de usar uma blusinha sem mangas ou uma saia se estivermos com a “depilação vencida”. Estou aos poucos trabalhando isso em mim mesma, e vou te dizer: é uma sensação incrível se libertar, pouco a pouco, de regras que nos foram impostas sem mais nem menos :)

    • Mandy e Gabi • dez 01, 2014 - 15:27

      Concordo com tudo! Mas ainda tenho dificuldade com essa parte! rs
      Beijos,
      Gabi

  4. Anna Júlia • nov 30, 2014 - 20:25

    Poxa, fiquei triste de ver uma abordagem tão crítica da parte de vocês, sempre tão cabeça aberta nesses assuntos.
    Mulheres criticando a aparência física de outras mulheres: até quando?
    Sério gente, vamos questionar mais as coisas? O que tem de tão nojento em pelos femininos pra causar tanta repulsa?

    Se informar e questionar são sinônimos de libertação! Indico a leitura do “Lugar de Mulher”, que me ajudou e ajuda muito com essas questões.

    Um beijo pra vocês, espero não ser mal interpretada!

    • Mandy e Gabi • dez 01, 2014 - 15:25

      Zero mal interpretada!
      Ainda mais porque sabemos que você lê os nossos demais posts sobre esses assuntos. :)
      Eu aprecio muito a causa e a coragem, mas não curto o resultado final. Só isso, rs.
      E quando o digo é por conta da carga cultural, que não é bacana, mas é a referência que eu tenho.
      Meus filhos vão pensar diferente! Espero!
      Beijos,
      Gabi

  5. Luisa • dez 01, 2014 - 16:35

    Bom, eu particularmente não gosto de pelos e já fui super neurótica, do tipo “jamais colocarei um short se tiver um pelo fora do lugar”. Ainda prefiro mil vezes estar depilada, mas não tenho mais essa neura. Dependendo do nível da “peludeza”, do local, da circunstância e da hora até saio de pernas de fora, por exemplo. Mas se pudesse erradicar de vez os pelos, eu o faria. Não curto a falta de depilação, mas já consegui deixar de julgar quem prefere manter os pelos. Já consegui entender e aceitar que cada uma tem o poder de escolher o que fazer com o próprio corpo. Ainda não consigo não sentir uma certa estranheza ao ver, mas não me acho mais no “direito” de julgar. Acredito que esse movimento tem um papel importante ao mostrar para as mulheres que o corpo é delas, a decisão de depilar ou não também é delas (nossa! hahaha). Beijos, meninas

    • Mandy e Gabi • dez 02, 2014 - 12:39

      Com certeza! Concordo com tudo! :)
      Beijos,
      Gabi

Voltar para o topo!