mar 17, 2016 | Por Mandy em Por Aí

NY :: The Met Breuer, o novo museu do Metropolitan

banner_ny

Talvez você esteja reconhecendo esse prédio abaixo. Era onde ficava o antigo Whitney Museum, em NY. Lembram que ele mudou de endereço e agora fica lá no Highline, no Meatpacking?! Então, o antigo edifício do museu agora é do Metropolitan (pelo menos por 8 anos) e agora se chama Met Breuer, em homenagem ao arquiteto Marcel Breuer, responsável pelo projeto em 1966.

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

met-metropolitan-breuer-dica-viagem-ny-nyc-nova-york-iorque-arte-museu-programa-cultura-viagem

O Met Breuer vai abrir para o público amanhã, dia 18/03, e servirá como satélite do Met, onde serão mostradas exposições de arte moderna e contemporânea. A proposta era perder a associação de que o Met é um museu de “obras do passado”. Esse é o terceiro museu do Metropolitan. Além do The Metropolitan Museum of Art, também tem o The Cloisters, museu de arte medieval, que já falei aqui.

A exposição inaugural do museu se chama Unfinished: Thoughts Left Visible e conta com cerca de 200 obras de arte que estão, de certa forma, inacabadas, intencionalmente ou não. As obras vão de Leonardo da Vinci e Rodin até Felix Gonzalez-Torres, Alice Neel e os brasileiros Lygia Clark e Helio Oiticica.

Eu, que adoro arte, fiquei super curiosa para conhecer. Quem tiver interesse, já fiz muitos posts sobre museus, exposições e galerias aqui no blog. ;)

Vale lembrar que o preço do ingresso dos museus do Met é sugerido, ou seja, você pode pagar o quanto quiser. ;)

The Met Breuer
945 Madison Avenue | Upper East Side

Fechado às segundas
Terças e Quartas: 10am-5:30pm
Quintas e Sextas: 10am-9pm
Sábados e Domingos: 10am-5:30pm

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
dez 17, 2015 | Por Mandy em Por Aí

NY :: RETROSPECTIVA – PASSEIOS!

banner_ny

Como comentei na semana passada, este mês vou fazer uma retrospectiva com alguns posts de NY que já rolaram por aqui. Na última quinta falei sobre dicas gerais como: sair do JFK de metrô, dicas para economizar na cidade, coisas que devemos e não devemos fazer na cidade e como andar de metrô. Desta vez as dicas são de passeios.

ny-nyc-nova-york-passeios-retrospectiva-dica-viagem-blog-brooklyn-dumbo-de-graca-baratos-museu

1 – Roteiro de um dia no Brooklyn

ny-nyc-nova-york-passeios-retrospectiva-dica-viagem-blog-brooklyn-dumbo-de-graca-baratos-museu

2 – Bairros do Brooklyn – DUMBO

ny-nyc-nova-york-passeios-retrospectiva-dica-viagem-blog-brooklyn-dumbo-de-graca-baratos-museu

3 – Um dia em Coney Island

ny-nyc-nova-york-passeios-retrospectiva-dica-viagem-blog-brooklyn-dumbo-de-graca-baratos-museu

4 – Passeios de graça

ny-nyc-nova-york-passeios-retrospectiva-dica-viagem-blog-brooklyn-dumbo-de-graca-baratos-museu

5 – Galerias de arte no Chelsea

Semana que vem a seleção será de alimentação! ?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
out 15, 2015 | Por Mandy em Destaques, Por Aí

NY :: 10 DICAS PARA ECONOMIZAR NA CIDADE!

banner_ny

Convenhamos, essa não é a melhor época para viajar para os EUA. Com a alta do dólar, NY pareceu um destino improvável de acontecer tão cedo.

nova-new-york-nyc-ny-dica-viagem-economizar-gastar-pouco-menos-barato-dinheiro-dolar-10-dicas-viajar-eua

Mas calma, ainda tem jeito! Se você está com passagem comprada ou pensando em comprar uma dessas super promoções que estão rolando (hoje apareceu uma por R$958 ida e volta!), não se desespere tanto, rs… Ainda dá para aproveitar NY sem gastar todas as suas sementes de linhaça.

Separei 10 dicas para economizar na cidade. Inclusive, utilizei todas durante a minha última viagem.

nova-new-york-nyc-ny-dica-viagem-economizar-gastar-pouco-menos-barato-dinheiro-dolar-10-dicas-viajar-eua

1) Metrô :: Só pegue táxi se for realmente necessário e, mesmo que não fique 7 dias, opte pelo ticket ilimitado. É bem provável que você vá usar muito o metrô e mesmo que fique 4 ou 5 dias na cidade, é melhor ter o ilimitado, que custa U$30, do que pagar U$2,75 por cada viagem.

2) Sair do aeroporto de metrô :: Sair do JFK até Midtown, por exemplo, pode custar em torno de U$80 de táxi. Se você estiver com pouca mala, vale muito a pena usar o AirTrain + metrô. Assim que sair do portão de desembarque siga as placas do AirTrain. Vá em direção à Howard Beach e lá pegue o metrô A em direção à Manhattan. É bem simples e sinalizado, mas vale olhar o mapa caso você precise trocar de linha. O ticket do AirTrain custa U$5. Eu mostrei no Snap como fiz chegando lá. Salvei o vídeo e vou ver se subo no Youtube!

Update! :: Editei o SnapVlog mostrando como faz pra sair do aero de metrô! Pra ver, é só clicar aqui. ;)

3) Escolhas :: Muitas vezes, pequenas mudanças no comportamento viajante podem fazer uma grande diferença no bolso. Por exemplo: pedir bebida alcoólica nos almoços e jantares. Sei que às vezes a ocasião pede (e muito, rs), mas a bebida pode sair até mais cara que a escolha do prato e ajuda (muito!) a engordar a conta. Aproveite que a tap water é de graça! ;)

4) Garrafinha d’água :: Tá aí uma despesa que a gente vai fazendo aos poucos, sem sentir, mas que pode ficar caro no final das contas. Tenha sempre uma garrafinha na bolsa e encha em qualquer lugar da cidade. A água que sai das torneiras é potável e também tem bebedouros por vários pontos.

nova-new-york-nyc-ny-dica-viagem-economizar-gastar-pouco-menos-barato-dinheiro-dolar-10-dicas-viajar-eua

5) Programas de graça e mais baratos :: NY não é uma cidade barata, longe disso, mas tem muitas opções de programas gratuitos. Já fiz esse post falando sobre várias coisas para se fazer de graça por lá. Você pode pagar o quanto quiser em alguns museus e outros têm dias grátis; dá para ver a Estátua da Liberdade de perto e sem pagar nada pegando o ferry de Staten Island; etc. Além disso, se quiser assistir à uma peça da Broadway, opte por alguma que tenha desconto no TKTS ou que tenha lottery. Como já disse aqui, assisti The Book of Mormon no melhor lugar do teatro por U$32! Alguns espetáculos têm lottery e dá para achar todas as infos sobre como assistir peças pagando mais barato aqui. Também tem as galerias de arte, que são de graça. Semana passada fiz um post sobre algumas galerias legais do Chelsea!

6) Comprar café da manhã e lanches :: É bem difícil achar um hotel com café da manhã incluso no pacote, então ao invés de comer algo na rua todo dia, passe em um mercado e compre algumas frutas, iogurte, cereais, etc. O ideal é escolher produtos que não precisem de muita refrigeração porque outra coisa difícil de achar em NY é quarto com frigobar. Nesse caso, vale pedir um balde com gelo (sim, já fiz isso, rs) pra gelar laticínios e afins. Tente não comprar essas coisas na Duane Reade, Walgreens e CVS. Esses lugares costumam ser mais caros. Tente achar um mercado perto de onde você estiver. O Trader Joe’s e o Fastway costumam ter melhores preços. Também vale comprar barrinhas, nuts e outras coisas que caibam dentro da bolsa, caso a fome bata no meio da tarde.

Update: A Vanessa falou aqui nos comentários que os hotéis têm frigobar sim. É só pedir que eles colocam no quarto! Gente, nunca soube disso! É uma informação bem valiosa! rs…

7) Analisar antes de comprar :: Com a alta do dólar, muitas vezes não vale a pena comprar certos produtos nos EUA (lembre que ainda tem a taxa e o IOF – caso pague no cartão). Nem entrei na Sephora dessa vez. Dando uma olhada por alto no site já deu pra ver que não estava compensando. M.A.C., por exemplo, atualmente está valendo mais a pena comprar no Brasil – e ainda parcela.

nova-new-york-nyc-ny-dica-viagem-economizar-gastar-pouco-menos-barato-dinheiro-dolar-10-dicas-viajar-eua

8) Dá pra comer por menos sem ser em McDonald’s :: Vejo muita gente que opta por comer McDonald’s, Burger King e Subway por achar que essas opções vão ser as mais baratas ou por não saber que existem alternativas melhores e tão em conta quanto. NY tem muita opção barata de comida. Não tenha medo de comer nos trucks das ruas – mesmo. Para esse tópico, recomendo esse post e esse outro. Além das opções listadas nesses posts, NY está cheia de cadeias de comidas rápidas e saudáveis, como: Juice Generation, Fresh Co., Organic Avenue, Liquiteria, Just Salad, etc. E pense também em dividir refeições com outra pessoa. Muitas vezes os pratos/porções são grandes. E não esqueça dos menus executivos. Muitos restaurantes oferecem opções vantajosas no horário de almoço. Ah, vale lembrar que algumas vezes por ano rola o Restaurant Week. Sempre aproveito para ir nos restaurantes que eu quero conhecer. A lista dos participantes é imensa e a entrada, prato e sobremesa saem por U$25 no almoço e U$38 no jantar. ;)

9) Pesquise bem o hotel antes :: Tem muitos hotéis fazendo promoção. Aliás, o Row, que falei aqui, está com uma tarifa especial de U$109 para ser usada até Março de 2016! Acaba dia 18 agora, então tem que correr, rs… Isso sem contar opções como Airbnb, Couchsurfing, albergues e hotéis no Brooklyn, Long Island City e New Jersey.

10) Compras em lojas mais baratas :: Postei tanta dica de lugares mais baratos para fazer compras lá no Snap. Vocês viram!? Pelo feedback de prints, vi que a Lot-Less foi a preferida, rs. Bom, antes de sair correndo pra Duane Reade mais próxima, passe na Lot-Less e na Harmon. Com certeza você vai encontrar produtos de beleza mais baratos nessas lojas do que nas farmácias comuns. Além disso, a Marshalls, T.J.Maxx e Nordstrom Rack também são ótimas opções para achados. Elas têm de tudo, inclusive ótimos achados de beleza, mas comprei muita coisa de dieta nessas lojas. Temperos (pacotão de sal rosa por U$5!), chás, barrinhas de cereal,… muita coisa. Ta aí uma categoria que ainda vale a pena comprar por lá. Aliás, só gastei $$ com itens de dieta/saúde. #prioridades, rs… Também salvei todos esses vídeos de comprinhas baratinhas e quero ver se subo lá no canal.

Gostaram das dicas?! Espero que ajudem de alguma forma! :)

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
jul 09, 2015 | Por Mandy em Por Aí

NY :: 5 NOVIDADES DA CIDADE!

banner_ny

NY é uma cidade onde sempre tem muita coisa nova acontecendo! Mesmo não estando lá agora fico sempre de olho em tudo que rola por lá e posto algumas coisas no Instagram na hashtag #StarvingNYtips. Resolvi juntar algumas coisas legais que vi ultimamente em um post. São dicas aleatórias de coisas legais que estão rolando na cidade.

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips-hunger-games-exposicao

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips-hunger-games-exposicao

Exposição Hunger Games :: Fiquei tão empolgada com essa notícia! Começou na semana passada uma exposição de Hunger Games no Discovery Times Square, um espaço onde sempre rolam umas expos legais de filmes e séries de TV. Já vi uma de Harry Potter lá e estava sensacional! Voltando, essa parece ser bem grande também e conta com vários figurinos dos filmes, objetos de cena, recriação de cenários e muitas coisas interativas. Dá para comprar ingresso pelo site ou na hora. Fica até 3 de Janeiro de 2016 no Discovery Times Square (226 West 44th Street – entre a 7ave e 8ave).

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips

Musical Clueless :: As Patricinhas de Beverly Hills vai virar um musical da Broadway! O-M-G! rs… O filme completou 20 anos este ano (sim, estamos todas ficando velhas!), mas a peça deve demorar ainda para estrear. Ainda estão na fase inicial do processo. Parece que muitas músicas vão ser tiradas da própria trilha do filme. Também não se sabe nada sobre o elenco, só especulações de que Katy Perry e Iggy Azalea foram cogitadas. Vale lembrar que também existem boatos sobre o Diabo Veste Prada também ir para a Broadway. Imagina só Miranda Presley dançando e cantando?! rs…

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips-hunger-games-exposicao-basquiat-brooklyn-museum

Exposição do Basquiat no Brooklyn Museum :: Jean-Michel Basquiat nasceu no Brooklyn e representa a arte dos anos 1980 em NY. Era melhor amigo de Keith Haring, namorou a Madonna e é conhecido por seus quadros e grafites. A exposição do Brooklyn Museum mostra um outro lado do artista. “Basquiat: The Unknown Notebooks” exibe cerca de 160 páginas dos cadernos de anotações do artista, que mostram como a ideia de espontaneidade associada à sua arte pode ser equivocada. Antes de criar suas pinturas, ele fazia diferentes ensaios com as palavras, enquanto refletia sobre questões como raça e classe social. Achei bem interessante! Vai até dia 23 de Agosto no Brooklyn Museum.

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips-hunger-games-exposicao-basquiat-brooklyn-museum-hamburguer-vegano-burger-superiority

Smorgasburg no SeaPort :: A famosa feira gastronômica que já falei aqui no blog várias vezes (tem até vlog aqui) vai ficar até Outubro diariamente no Seaport District! A área está sendo renovada após a demolição do Pier 17 e parece que vai ficar bem legal.  Não é tão grande quanto a original, são 8 vendedores, entre eles: Cemitas El Tigre, Lonestar Empire, Lumpia Shack, Milk Truck (queijo quente!), Pizza Moto, Ramen Burger (hambúrguer de miojo – muito bom!), Red Hook Lobster Pound (maravilhoso!), and Schnitz. Fica diariamente na 19 Fulton Street das 11am às 8pm! Não perderia por nada! :9

dica-ny-nyc-novidades-programaso-o-que-fazer-broadway-new-york-travel-tips-hunger-games-exposicao-basquiat-brooklyn-museum-hamburguer-vegano-burger-superiority

Superiority Burger :: Ainda falando de comida, tem um lugar que está dando o que falar. Há algumas semanas o Superiority Burger inaugurou no East Village e está fazendo fila na porta. O motivo: um hambúrguer vegetariano que dizem ser delicioso! Ainda tem algumas opções veganas também. Certamente vou passar lá em Setembro! Depois conto o que achei, rs… Fica na 430 E. 9th Street.

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
maio 21, 2015 | Por Mandy em Por Aí

NY :: 10 COISAS QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE FAZER!

banner_ny

NY é uma cidade fantástica e não importa quantas vezes você visite, sempre vai ter coisas diferentes para fazer. Já dei muitas dicas diferentes aqui no blog, mas desta vez o post é sobre as 10 coisas que você não pode deixar de fazer na cidade pelo menos uma vez na vida, rs.

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

1) Assistir a um musical da Broadway. Para os iniciantes indico: O Fantasma da Ópera, O Rei Leão e Aladdin! E nesta dica ainda está incluso conhecer a Times Square né, claro, rs…

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

2) Comer um hambúrguer no Shake Shack. Eu achava que as pessoas exageravam, mas realmente é o melhor hambúrguer que eu já comi (junto com o do Umami). Vale a fila de espera e vale cada caloria. Ah, e tem opção vegetariana, que também é uma delícia!

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

3) Fazer um pique-nique no Central Park. Aproveite a visita ao parque para deitar um pouco na grama, relaxar, fazer um lanche, sentir o clima, ver as pessoas. Os lugares que recomendo são: Sheep Meadow, Bow Bridge e The Pool.

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

4) Subir no Rockefeller Center. Eu prefiro bem mais do que subir no Empire State. O interior do prédio é mais interessante e adivinha só o que dá para ver lá de cima… O Empire State, rs.

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

5) Comer um cachorro-quente em qualquer carrocinha de rua. Não tenha medo de ter uma dor de barriga, rs, elas são sempre muito inspecionadas, seguem várias leis super restritas e estão ali há anos, já fazem parte da cidade.

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

6) Um passeio de barco contornando Manhattan. Já fiz alguns e acho que o mais unanime é o Harbour Lights, que sai um pouco antes do pôr so sol e volta quando já está de noite com a cidade toda iluminada, é bem bonito. Aqui também incluo um passeio de barco para ver a Estátua da Liberdade. Têm vários pagos, tem o que leva até a ilha da estátua e tem o ferry de Staten Island, que é de graça! ;)

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

7) Conheço gente que vai embora de NY sem pisar em um museu! Ok, não é todo mundo que curte (e ninguém é obrigado), mas tentem visitar pelo menos os mais importantes. Diria que MET e MoMA são imperdíveis! :)

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

8) NY é a cidade que mais aparece em filmes e seriados (afirmação feita por mim mesma, mas acho que é verídica, rs). Então imagine ver ao vivo prédios, ruas, lojas e restaurantes que foram set de filmagem de séries e filmes que você gosta? Tem Friends, tem Sex and the City (é o prédio da Carrie aí na foto!), tem Seinfeld e vários outros.

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

9) Atravessar a Brooklyn Bridge a pé (são menos de 2km) apreciando a vista. Se tiver tempo, conhecer um pouco do Brooklyn. Você vai sair perto do Dumbo, onde tem um monte de coisa linda para ver e fazer. Aproveite para voltar para Manhattan de ferry! ;)

10-coisas-que-voce-nao-pode-deixar-de-fazer-em-ny-nyc-new-york-nova-viagem-dica

10) Visitar algumas flagship stores. As famosas “lojas-conceito” estão espalhadas pela cidade e são verdadeiros pontos turísticos. Elas carregam todos os produtos das coleções, representam o estilo e conceito da marca e são diferentes das demais lojas. Geralmente são imensas, super modernas e ensinam aos visitantes e clientes sobre a história e universo da marca. Algumas são bem conhecidas (e visitadas), como a da Prada (foto) no SoHo.

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
maio 07, 2015 | Por Mandy em Por Aí

NY :: O NOVO WHITNEY MUSEUM!

banner_ny

Adoro um museu! Sempre fico empolgada com uma exposição nova e pesquiso os mais legais dos lugares em que viajo. Já falei do Whitney Museum aqui no blog e desta vez a novidade é que ele mudou de endereço. E não é um endereço qualquer. É ali bem na frente do Highline Park, no Meatpacking.

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

O projeto do arquiteto italiano Renzo Piano (o mesmo que criou o Pompidou em Paris) possui 8 andares com paredes modulares que deixam as galerias mais flexíveis para qualquer obra ou instalação. Além disso, o quinto andar abriga a maior galeria aberta de NY, sem obstrução de colunas. É tudo muito claro, com bastante luz natural e uma vista incrível.

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

novidade-nyc-ny-nova-york-new-york-novo-whitney-museum-new-dica-viagem-downtown-arte-museu-highline-park

São 22 mil peças, entre fotografias, instalações e filmes de artistas americanos contemporâneos como: Jasper Johns, Edward Hopper, Jackson Pollock, Andy Warhol, Alexander Calder, Jeff Koons, Roy Lichtenstein, entre outros.

Lá também tem um café, um restaurante e um teatro. E por estar localizado bem no coração do Meatpacking (e no início do Highline), ainda conta com várias opções bacanas de bares e restaurantes por perto. Está apenas a alguns passos do Chelsea Market e de restaurantes como Spice Market, Buddakan, Fig and Olive (amo!!), Catch e de hotéis com ótimos rooftops como o The Standard e o Gansevoort. No mapinha aqui embaixo dá para visualizar melhor as coisas legais que tem por ali! ;)

O novo Whitney Museum fica na 99 Gansevoort st. e funciona domingo, segunda e quarta das 10h30 às 18h e quinta, sexta e sábado das 10h30 às 22h (fecha às terças!) e o ingresso custa US$ 22 (grátis até 17 anos).

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
jan 22, 2015 | Por Mandy em Por Aí

NY :: COOPER HEWITT MUSEUM!

banner_ny

Já falei várias vezes sobre os museus de NY, mas acho que nunca tinha falado do Cooper Hewitt, já que ele estava fechado há quase 3 anos para reforma. A boa notícia é que reabriu no mês passado! Lembro que fui umas duas vezes e curti!

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel

Não é lindo?! O museu, na verdade, era a mansão de Andrew Carnegie, considerado o “rei do aço” da indústria siderúrgica dos EUA. Se você está reconhecendo o sobrenome, sim, ele também era o dono do Carnegie Hall! O Cooper Hewitt é um museu parte do Smithsonian, que é um complexo de museus americanos (a maioria fica em Washington – já falei aqui). Ao todo, são mais de 700 obras espalhadas por 4 andares. E como vocês devem ter visto, dá para relaxar um pouco nos jardins do museu. ;)

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel

milton glaser! <3 (tenho esse poster do Dylan na minha casa!)

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel

O museu é focado em design e com a renovação o espaço aumentou em 60% e conta com várias experiências interativas para entreter os visitantes! Uma delas é uma espécie de caneta digital, que permite que o visitante arquive as obras que mais gostou usando os textos de parede interativos. Elas ficam armazenadas dentro de um URL que corresponde a cada ingresso. É como se cada pessoa criasse seu catálogo pessoal. Legal, né? Além disso, existem vários painéis com telas HD que permitem que o visitante envie seus desenhos e possa experimentar o processo criativo do design ali mesmo. Estou curiosa para ver as mudanças de perto!

Quem é um pouco mais atenta e fã de Gossip Girl deve ter reconhecido que o museu foi set de uma filmagem da série, mais especificamente do episódio do casamento de Lily e Bart! Olha só:

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel

cooper-hewitt-museum-set-gossip-girl-ny-dicas-viagem-nyc-tips-travel


não liguem para a dublagem em russo (é russo isso?! nem sei, rs),
mas atentem para a beleza do lugar

Cooper Hewitt Museum
2 East 91st Street (linha de metrô mais perto 4, 5 ou 6 – saltar na 86st)
ingresso: U$18 (adulto), U$12 (idosos), U$9 (estudante), grátis até 18 anos (dica: comprando online no site oficial tem U$2 de desconto em cada ticket.)
horário de funcionamento: dias da semana e domingos: 10am-6pm; sábados: 10am-9pm (é bom que fica aberto até mais tarde!)

>> Já teve post com dicas de vários passeios de graça, incluindo vários museus!

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
maio 29, 2014 | Por Mandy em Compras, Destaques, Por Aí

NY :: DICAS ALEATÓRIAS DA ÚLTIMA SEMANA!

banner_ny

Já peço desculpas pelo tamanho do post rs… mas é que a minha última semana foi tão agitada que resolvi juntar várias coisas que eu fiz e colocar como dicas aleatórias no post de NY da semana! :) Como algumas pessoas acompanharam pelo nosso Insta, semana passada foi a minha formatura da pós! :D Além de ser um momento super feliz, foi ainda mais especial pois parte da minha família estava aqui! Imaginem a felicidade?!

ny-parsons-formatura-graduation-estudar-fora-moda-ny-new-york-fashion-pos-graduacao-marketing-curso-blog-starving-mandy

O mês de Maio é o período do ano que acontecem todas as cerimônias de formatura nos EUA. De faculdade, pós, mestrado, doutorado, etc. É um evento atrás do outro e é fácil encontrar alguém andando de beca na rua, rs. Sexta passada, dia 23, foi o meu dia! :) O “Commencement“, como eles chamam aqui, foi em um teatro dentro do Madison Square Garden. Tem que ser um lugar grande, pois esses eventos costumam juntar todos os cursos da faculdade, então é muita gente! E olha só quem estava se formando junto comigo… a irmã da Lady Gaga! rs…

ny-nars-make-maquaigem-nova-loja-madison-beauty-new-york

Saindo um pouco da programação com a família, fui conhecer a nova flagship da Nars, no Upper East Side, na quarta da semana passada a convite da marca. A loja acabou de inaugurar e está linda!! Ainda vou fazer um post recheado com tudo de mais legal que vi por lá, mas não resisti em compartilhar novamente essa make natural e linda que a Alison, maquiadora da marca, fez em mim. Deixei ela usar várias coisas que não estão na minha rotina de make e amei o resultado! Um exemplo? Substituir o lápis bege na linha d’água por um dourado. Fica lindo! Também amei o batom em forma de lápis na cor Lodhi, um coral meio rosinha divino! Adoro esse tipo de tom na minha pele. Um que ainda não conhecia era esse rosa, “413 BLKR“, que foi criado especialmente para comemorar o lançamento da primeira loja da marca no West Village (no número 413 da Bleecker, daí o nome). Ah, esse só vende em NY!

NY-new-york-dicas-viagem-nyc-botanical-garden-jardim-botanico-bronx-tips-travel-the-cloisters-museu-museum-met-gardens

Dois lugares super legais que visitamos foram o NYC Botanical Garden, que fica no Bronx, e o The Cloisters, que também já falei nesse post. Alugamos um carro e fomos nos dois no mesmo dia, já que são perto um do outro (tipo 20 min). O jardim botânico de NY é bem bonito e grande. Como estava com meus avós, pegamos o shuttle interno do parque, que para em 8 pontos principais. Uma das áreas mais bonitas é esse corredor repleto de flores dentro do conservatório principal. Também vale passar no “Rock Garden“.

Já o The Cloisters, faz parte do Metropolitan Museum, e é uma réplica de mosteiro medieval europeu que possui, claro, arte medieval européia, rs. Além de ser lindo, é interessante ver como eles fizeram a construção com peças trazidas de 5 claustros franceses: Saint-Michel-de-cuxá, Saint-Guilhem-le-Desert, Bonnefont-en-Comminges, Trie-en-Bigorre e Froville, além de janelas da igreja de Colônia, na Alemanha. Ainda dá para apreciar a linda vista para o Rio Hudson e os jardins internos do museu (os tais “cloisters“).

nyc-ny-new-york-the-book-of-mormon-lottery-como-funciona-ingresso-onde-comprar-musical-dica-broadway-sample-sale-promocao-dvf-diane-von-fursternberg-bolsa-compras

Quem acompanha os posts de NY, já deve ter visto que eu adoro um musical, né? rs… Então imaginem a felicidade da pessoa quando a mãe liga e diz que foram sorteados na lottery do The Book of Mormon?!? Esse é um dos mais concorridos de todos! Além de ser super difícil de conseguir ingresso, eles são mais caros que a média de preço da Broadway. Isso porque a montagem ganhou 9 Tony Awards (o Oscar da Broadway) em 2011, ano de estreia, e por causa do tamanho do teatro também, que é pequeno. Enfim, a minha avó teve sorte e foi sorteada com 2 ingressos para a primeira fila! De U$475 por U$32! Na foto dá pra ver bem… na minha frente, só o maestro! :) Momento incrível!! O musical é demais! Ri muito! Sem contar que é muito legal poder ver esse tipo de peça tão de perto, já que não tem muitos efeitos especiais e o que conta mesmo é a atuação dos atores.

Mas depois de compartilhar essa história maravilhosa, aí que vem a dica… Muitos musicais tem esse esquema de sorteio. Nesse site dá para conferir como funciona todo o processo e quais são os musicais que fazem. Mas, geralmente, é só chegar duas horas antes da apresentação, colocar o nome e estar presente na hora do sorteio. Se você for o felizardo, leva um dos melhores lugares do teatro por essa pechincha! :D Estou doida para tentar ver Hedwig and the Angry Inch com o Neil Patrick Harris! Vou tentar a minha sorte na semana que vem! #fingerscrossed

Falando em pechincha, postei no Instagram que fui na Sample Sale da DVF esta semana! Já fiz um post falando desse tipo de liquidação. Estava valendo super a pena. As bolsas grandes eram por U$175 e as pequenas U$75. Saias e blusas U$60, jaquetas e blazers U$90 e vestidos U$100. Fiz mais algumas comprinhas, que devem aparecer em algum look do dia ainda, rs. A minha bolsa escolhida foi a meio camuflada. As outras duas são da minha mãe, mas é claro que eu vou pegar para dar umas voltinhas também, rs. Considerando os preços do Brasil atualmente, achei um ótimo negócio!

ny-new-york-dica-restaurantes-river-cafe-dumbo-brooklyn-the-loeb-boathouse-central-park-viagem-comer-dica-tips-travel-passeio-barco-jantar-the-world-yacht-nutella-bar-eataly

Por fim, alguns dos lugares que a gente foi jantar. O River Café foi o escolhido para comemorarmos a minha formatura! Já tinha conhecido há uns 2 anos e fiquei torcendo para que estivesse aberto esse mês, já que ficou fechado durante pouco mais de um ano por causa do Sandy! Tiveram que reconstruir tudo, já que o restaurante fica em cima de uma balsa e colado em um deck. Imagina o estrago? :/ O esquema lá é de preço fixo, com entrada, prato principal, sobremesa e essa vista maravilhosa pra Manhattan e Brooklyn Bridge, que aliás, inspira a sobremesa mais famosa do local! <3 É uma experiência mesmo. O lugar é muito bonito! Recomendo fortemente para quem quiser comemorar algo especial! ;)

River Café
1 Water St, New York, NY 11201
(718) 522-5200 | $$$$

Outro lugar também maravilhoso é o The Loeb Boathouse, cenário de dezenas de filmes! Inclusive, no dia seguinte que fomos lá, trocando de canal na TV, me deparei com o filme “27 Dresses”. Tinha até esquecido que o casamento da irmã da personagem da Katherine Heigl ia ser lá, rs. O brunch é muito bom, mas não tem como fazer reserva, é por ordem de chegada (e apenas aos sábados e domingos). Se você não quiser correr o risco de não conhecer, vale reservar o jantar a partir das 6pm, que também é muito bom! ;) É uma delícia ter o lago do Central Park como vista e ver os barquinhos e gôndolas passando.

The Loeb Boathouse
East 72nd Street and 5th Avenue, New York, NY 10021
(212) 517-2233 | $$$

Finalmente fui conhecer o bar da Nutella dentro do Eataly!! Sabe quando você vai com uma expectativa alta e mesmo assim se surpreende? Eu amei o crepe!! Não provei as outras coisas, mas imagino que sejam igualmente gostosas.

Nutella Bar
200 5th Ave, New York, NY 10010
(212) 229-2560 | $

Um passeio que meus avós adoraram (e eu também, claro, rs), foi o World Yacht Cruise, que dá a volta em boa parte da ilha em um tour de 3 horas com jantar e música. O barco é bem bacana e reservamos uma mesa para 6 pessoas. É esquema de preço fixo também, como no River Café. A vista é sensacional e rende muitas fotos bonitas!

World Yacht Cruise
Pier 81 W 41st St, New York, NY 10036
(212) 630-8100 | $$$

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
maio 15, 2014 | Por Mandy em Por Aí

NY :: EXPO CHARLES JAMES NO MET!

banner_ny

Como muitas devem ter acompanhado por aí (e aqui também!), semana passada foi a abertura da exposição “Charles James: Beyond Fashion” no Metropolitan Museum aqui em NY. Todo ano o museu conta com uma mega exibição de moda, realizada pelo The Costume Institute. Ano passado o tema foi “PUNK: Chaos to Couture” e também fiz um post contanto tudo. Bom, mas vamos voltar para a expo que está rolando agora…

charles-james-ny-new-york-exhibition-viagem-dica-exposicao-met-metropolitan-tips-travel-nova-iorque-museu-moda-fashion-beyond-fashion-fotos-review

Desde a edição do Alexander McQueen que o The Costume Institute não fazia uma exposição dedicada a um só estilista. Charles James nasceu em Londres, mas fez nome nos EUA, introduzindo a Alta Costura no país e se tornando um dos grandes nomes da moda dos anos 40 e 50. Seus modelos eram verdadeiras obras de arte! Todos os cortes, estruturas, modelagens e construções eram melimetricamente pensados, mesmo! Charles usava fórmulas científicas e matemáticas para criar suas formas, que tinham o propósito de enaltecer o corpo da mulher. Daí vem o nome da montagem: “Beyond Fashion“, ou seja, “Além da moda”, extraído do título de sua autobiografia. James era considerado um “arquiteto da moda”.

O trabalho de Charles é incrível, mas pouco conhecido por muita gente. Dizem ser esse um dos motivos da escolha para a exposição deste ano. Estudei sobre ele na minha aula de História da Moda na Parsons e fiquei encantada! Muito bom poder ver tudo isso de perto! Charles era (e ainda é) considerado por muitos, inclusive por Christian Dior e Cristóbal Balenciaga, como o grande talento do último século nos EUA.

Fiquei muito impressionada pela construção dos vestidos. São verdadeiras esculturas! Algo realmente maravilhoso! Ainda mais se considerarmos que não existiam tantos recursos tecnológicos naquela época. Falando em tecnologia, junto com cada vestido tem um monitor que, além de trazer a descrição de cada modelo, mostra uma espécie de raio x da criação. Achei muito legal! Uma câmera percorre cada pedaço da obra e mostra detalhes dos moldes, construção, composições dos tecidos, estruturas, etc. Faz a gente ficar ainda mais impressionada. Todos esses vestidos de gala estão na primeira sala da exposição, que é dividida em duas partes.

O segundo segmento fica em outra sala, no extremo oposto do museu, o que achei meio chatinho. Isso aconteceu porque a continuação fica na recém-inaugurada sala dedicada à Anna Wintour (“Anna Wintour Costume Center”), que fica colada na parte egípcia do museu (que é permanente), ou seja, não tinha como colocar uma perto da outra. Enfim, a outra parte retrata as técnicas que ele usava em suas roupas: espirais e wraps – “envelopes” – (Diane Von Furstenberg bebeu na fonte dele!), drapeados e dobras, corte anatômico e forma platônica.

Por fim, ambas as salas são cobertas por vidros e espelhos com frases maravilhosas do estilista. Achei tudo o máximo. Pena que, comparada às exposições anteriores, achei essa bem menor. Dá vontade de ver mais coisas lindas, rs.

No vídeo abaixo tem mais detalhes e no final dá para ver bem o lance das câmeras robóticas que eu mencionei.

Fiquei feliz que consegui fotografar algumas coisas pro post. Tudo na “ilegalidade”, claro, porque é proibido fotografar lá dentro! Tive que escapar de vários seguranças e inventar métodos secretos para registrar com o celular, rs.

A exposição fica no Metropolitan até o dia 08 de Agosto! Quem tiver por aqui até lá, tem que ir! :) Lembrando que o ingresso do MET é um preço sugerido, você pode pagar quanto quiser! ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
dez 26, 2013 | Por Mandy em Por Aí

NY :: EXPOSIÇÕES PARA 2014!

banner_ny

Eu (Mandy) já postei aqui algumas das estreias de musicais da Broadway para o ano que vem. Achei que seria legal também falar de exposições que acontecerão em 2014 em alguns museus da cidade. Se você tem viagem marcada, vale ficar de olho! ;)

exposicoes-arte-moda-art-expo-exhibitions-met-metropolitan-museu-museum-fit-fashion-moma-dica-viagem-2014-upcoming-ny-new-york-nova-iorque-blog-tips-travel

Duas delas já estão rolando e terminam logo no início do ano. Fiquei morrendo de pena que não conseguir ir na do Magritte que está no MoMA até o dia 12 de Janeiro. Outra bacana é a do Kandinsky no Guggenheim, que vai até 23 de Abril do ano que vem.

Falando das que estão por vir, fiquei bem animada com a do Charles James no MET! Acabei de ler bastante sobre ele na aula de História da Moda na Parsons. Ele foi o primeiro designer a introduzir a alta costura nos EUA e a mostra vai contar com cerca de 100 de seus vestidos, que são inspiração para outros estilistas até hoje. A foto acima é bem famosa; saiu na Vogue de 1948 e já foi referência para muitas campanhas e editoriais moda contemporâneos. Essa vai ser a exposição do Costume Institute do ano. Imaginem só como não vai ser o MET Gala?! Já fiquei ansiosa para ver os looks no red carpet! rs

Ainda no MET, a Jewels by JAR conta com dezenas de peças de Joel A. Rosenthal, um dos maiores designers de jóias do século 20.

Já no museu do FIT (que é de graça!), tem uma exposição super legal chamada “A Queer History of Fashion: From the closet to the catwalk”, que vai além e não só retrata trabalhos de estilistas gays e lésbicas, mas também fala da relação da sexualidade com a cultura e sociedade. A pesquisa feita mostra como a moda tem sido um grande palco para a produção cultural gay há mais de 300 anos e como é importante e tem papel fundamental na moda atual. Pena que termina dia 4 e não vou conseguir ver! :(

Dia 7 de Fevereiro começa, também no FIT, a “Elegance in an Age of Crisis: Fashion of the 1930s”, que mostra a década de transformação quando as roupas modernas foram criadas, logo após a Crise de 29 e até o início da Segunda Guerra Mundial, em 1939. Apesar de todas as crises desse período, as roupas não ficaram menos glamurosas, pelo contrário (ou até como reação), a cultura era efervescente e escapista. Os avanços tecnológicos e os novos materiais e tecidos impulsionaram ainda mais essas mudanças. Fiquei curiosa e certamente vou dar um pulo lá! ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
ago 15, 2013 | Por Mandy em Destaques, Por Aí

NY :: 5 POINTZ!

banner_ny

Semana passada eu (Mandy) visitei o 5 Pointz, em Long Island, Queens. Até postei a produção que usei neste dia. O local, considerado a Meca do grafite, é uma exposição a céu aberto! A construção, que tem cerca de 19.000m², tem arte por fora e por dentro, onde ficam estúdios alugados por artistas. O nome faz referência aos 5  boroughs (distritos) de NY se encontrando em um só lugar. Mas, na verdade, grafiteiros do mundo todo, inclusive do Brasil, têm seus desenhos nas paredes de lá. O curador oficial do 5 Poinz está aguardando uma licença para tornar o local em um museu.

5pointz-queens-long-island-grafite-arte-art-ny-new-york-nyc-exposicao-moma-ps1-como-chegar-dica-viagem-blog-staring

Ainda tem uma exposição em uma galeria no interior do prédio, mas estava fechado quando cheguei (já tinha passado das 17h!). Pena que esqueci de fotografar o entorno do prédio, que também é todo grafitado. Muito bacana, adorei conhecer! Quem quiser planejar uma ida ao 5 Pointz, pode ainda visitar o PS1, museu do MoMA, que fica exatamente na frente. Ainda não fui lá, vai ficar para uma próxima, rs. Do lado do museu tem um Diner bem simpático, onde aproveitamos para jantar. É bem tradicional e a comida é boa. :)

Segue o mapinha com as direções e estações de metrô por perto:

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
jun 27, 2013 | Por Mandy em Destaques, Por Aí, Starving recomenda

NY:: PASSEIOS DE GRAÇA!

banner_ny

NY é cheia de atrações e você não precisa gastar muito $$ para aproveitar algumas das coisas que cidade oferece. Esta semana eu (Mandy) vou postar algumas opções gratuitas e outras que você não precisa desembolsar muitos dólares para de divertir. Olha só:

programas-de-graca-em-ny-gratuitos-museu-atracoes-fit-fashion-institute-of-technology-estatua-da-liberdade-staten-island-ferry-sony-wonder-lab-governors-island-ferry-brooklyn-brewery-tour-cerveja-fabrica-memorial-9/11-wtc-world-trade-center

O Museu do FIT sempre tem exposições bem bacanas. Quem gosta de moda vai curtir com certeza! O 9/11 Memorial, onde ficavam as duas torres do WTC, virou uma obra linda em homenagem às vítimas do atentado. Para visitar, tem que fazer agendamento do dia e hora no site, é bem simples. Quer chegar perto da Estátua da Liberdade sem gastar nada? Uma opção bacana e que tem a mesma vista dos water taxis (que podem cobrar até $40 dependendo da empresa), é o ferry para Staten Island. Para conferir os horários, tem uma agenda no site. O embarque fica no Whitehall Terminal (South Ferry), perto do Battery Park. As linhas N e R param bem na frente.

Um programa bacana para crianças, é o Wonder Technology Lab, da Sony. O museu, que conta com várias exposições interativas e dinâmicas, fica na Madison Avenue com a 56th. No Brooklyn, é possível fazer um tour pela famosa cervejaria que leva o nome da região. A Brooklyn Brewery, além de ser fábrica, também tem um bar onde você pode apreciar as cervejas no final do passeio. ;) Outro ferry grátis é o de Governors Island. A ilha é uma gracinha e tem várias atrações durante as diferentes épocas do ano. Vale ficar de olho. Além disso, você pode pegar uma bicicleta (também de graça) para conhecer o local. Aqui tem todas as infos de como chegar e os horários.

programas-de-graca-em-ny-gratuitos-museu-de-graca-alguns-dias-da-semana-moma-whitney-guggenheim-new-museum-of-arts-and-design-museum-of-the-moving-image-neue-gallery-jardim-botanico-botanical-garden-brooklyn-bronx-cerejeiras-cherry-blossom-bondinho-roosevelt-island-tram-paga-com-cartao-do-metro-ticket-fare-admission

Os museus mais conhecidos têm entrada grátis alguns dias da semana. Confiram só: MoMa (sextas das 16h às 20h), Whitney Museum (sextas das 18h às 21h), Guggenheim (sábados das 17:45 às 19:45), New Museum (quintas das 19h às 21h), Museum of Arts and Design (quintas das 18h às 21h), Museum of the Moving Image – muito legal, fica no Queens – (sextas das 16h às 20h), Neue Gallery – obras lindas de Gustav Klimt – (primeira sexta do mês das 18h às 20h), Jardim Botânico do Brooklyn (todas as terças) e NYC Botanical Garden – fica no Bronx – (todas as quartas). O bondinho para Roosevelt Island não é grátis, mas você pode usar o ticket do metrô! Então, se você comprou o ilimitado, sai praticamente de graça, né? rs A vista é linda e vale dar uma volta chegando por lá, é uma graça.

programas-de-graca-em-ny-gratuitos-museu-atracoes-pague-o-quanto-quiser-fare-admission-entrada-preco-the-cloisters-moma-ps1-brooklyn-museum-museu-de-historia-natural-history-metropolitan

Algumas pessoas não sabem e acabam não percebendo que alguns museus cobram preço sugerido. Ou seja, você pode pagar o quanto quiser, não precisa ser o preço “cheio”. Alguns deles são: Museu de História Natural, Metropolitan, The Cloisters (faz parte do Metropolitan, quero fazer post depois, é bem bonito!), MoMA PS1 e Brooklyn Museum.

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
maio 23, 2013 | Por Mandy em Destaques, Por Aí, Starving recomenda

NY :: PUNK: CHAOS TO COUTURE!

banner_ny

Mil desculpas pela falta de post de NY na semana passada. :S As últimas semanas de finals da pós foram muito corridas e não tive tempo para fazer nada do blog! Isso não vai se repetir pelo menos até Agosto, quando volto às aulas, rs. Como mostrei no Instagram na semana passada, fui na “Punk: Chaos to Couture” no Metropolitan! Ainda não tinha ido em nenhuma das exposições do The Costume Institute porque sempre dava o azar de coincidir com a data que estava no Brasil. Ainda bem que consegui ir nessa, incrível! Consegui tirar umas fotos clandestinas com iPhone e outras 3 peguei na web para ilustrar o post.

A exposição foi organizada pela curadoria do museu, a Condé Nast e o Moda Operandi. Eles retrataram o impacto do movimento desde sua criação, lá pelos anos 70, até a sua influência hoje em dia. As roupas da época são misturadas com modelos atuais de estilistas renomados. Eles focaram na relação do “DIY” que o punk tem com o “feito sob medida” das roupas de haute couture. A exposição é divida em torno dos materiais, adornos e técnicas utilizadas.

met-metropolitan-ny-new-york-dica-viagem-exposicao-exhibition-punk-chaos-to-couture-moda-fashion-vogue-moda-operandi-taylor-tomasi-hill-alexander-mcqueen-givenchy-moschino-diy-margiela

Assim que chegamos no local já entramos no clima com a música alta e projeções. As duas primeiras galerias são dedicadas aos “punk heroes”, como Blondie, Richard Hell, Patti Smith, Malcolm McClaren e Vivienne Westwood, rainha no quesito punk, né?

As próximas são todas dedicadas ao DIY. A primeira, D.I.Y. Hardware, foca no uso de spikes, alfinetes, correntes, etc. pelos estilistas de alta costura. A D.I.Y. Bricolage, destaca a customização. Achei uma das partes mais interessantes. Quase todas as peças são feitas com materiais recicláveis, como sacos de lixo, sacolas, papel, chapinhas de garrafa, etc. Já a D.I.Y. Graffiti and Agitprop, explora um dos pontos mais importantes do movimento punk: o confronto e a provocação, que são também representados por textos e imagens do The Clash. Por último, a D.I.Y. Destroy, com peças rasgadas, desfiadas e desconstruídas.

Para quem não visitar o Met, esse vídeo mostra um overview muito bacana com narração do curador do Costume Institute, Andrew Bolton. Dá para ver quase tudo que rola na exposição. ;)

Fui em uma terça de manhã logo que o museu abriu, lá pelas 10h, e não estava tão cheio. Imagino que durante o final de semana deve ficar tenso, rs. Ah, nem todo mundo sabe que o Metropolitan cobra um preço sugestivo, mas você pode pagar quanto quiser pelo ingresso. ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
set 18, 2011 | Por Mandy em Looks, Por Aí, Starving recomenda

NATIONAL MUSEUM OF AMERICAN HISTORY!

No final da semana passada eu, Mandy, fui encontrar com a minha mãe (que veio me visitar! :) ) em Washington antes de virmos para NY. Em algum dos passeios que fizemos por lá, achei que um merecia um destaque aqui no blog: o National Museum of American History e mais especificamente, a área sobre as primeiras damas americanas. Uma das exposições do museu conta com uma enorme coleção de peças usadas pelas mulheres dos presidentes dos EUA em ocasiões especiais desde o século 18! A parte que achei mais bacana foi a dos vestidos usados por elas nos bailes de posse dos maridos. Está lá, inclusive, o vestido de Michelle Obama desenhado por Jason Wu, com direito as jóias e os sapatos Jimmy Choo.

Além da ala das First Ladies, outra que adorei foi a relacionada ao entretenimento. Em meio a chapéu de Michael Jackson, maiô de Farrah Fawcett, Kermit (o Caco!), estava o sapatinho original usado por Judy Garland em O Mágico de Oz!! Sério, fiquei alguns minutos completamente hipnotizada olhando para eles. O filme é um dos meus preferidos da vida (tenho uma sapatilha igual, haha). Michelle Obama disse no discurso quando doou o vestido ao museu, que parece uma coisa boba toda essa atenção em torno de um vestido, mas que são essas peças que fazem as pessoas de aproximarem de uma data especial e perceber que a história e os fatos são feitos por pessoas reais. E foi exatamente isso que senti quando olhei esses sapatos.

Esse museu faz parte do Smithsonian, complexo de 19 galerias e museus, onde 14 ficam em Washington! Todos os museus da instituição têm entrada gratuita! Para conferir a programação e locais de todos, é só entrar no site.

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
maio 12, 2015 | Por Mandy em Por Aí, Restaurantes

#StarvingPorAí :: DICAS DE BELO HORIZONTE!

Uma pausa nas dicas da viagem de Los Angeles (ainda tem um post sobre as praias e um sobre o tour da Warner), para falar um pouco dos meus dias em Belo Horizonte no final de Abril. Falei em um post sobre a exposição do meu namorado no CCBB de BH e esse foi o motivo da nossa visita à cidade. Nunca tinha ido e curti muito! Conheci vários lugares muito legais e não podia deixar de compartilhar alguns por aqui.

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips-ihotim

INHOTIM :: Sempre tive muita vontade de conhecer e estava super ansiosa e com as expectativas lá em cima (e foram superadas!). Inhotim é um parque imenso (110 hectares, ou seja 1.100.000 metros quadrados!!) repleto de obras ao ar livre e galerias de arte contemporânea. É o maior centro de arte ao ar livre da América Latina e um dos museus mais bem avaliados do mundo pelos usuários.

O parque sozinho já vale a visita, porque todos os cantos são lindos. O paisagismo é maravilhoso. Como o parque é muito grande, o ideal é pagar pelo uso dos carrinhos que ficam circulando (R$20 super bem gastos). Ele percorre o parque por linhas e dá para se localizar facilmente pelo mapa que eles dão na entrada.

Tudo lá é muito bem cuidado e as lanchonetes e restaurantes são ótimos. Como o nosso tempo tava curto e não queríamos parar para almoçar, fizemos um lanche e compramos o cachorro-quente, indicação que uma leitora deu lá no nosso Instagram. É muito maravilhoso, juro! Valeu cada mordida! rs…

Precisa de pelo menos 2 dias para ver tudo, mas só tínhamos um dia para ir lá. É claro que várias coisas ficaram de fora, então vou ter que voltar. Até porque, sempre tem coisa nova por lá, então dá para visitar várias vezes.

Inhotim abre de terça a sexta das 9h30 às 16h30 e sábado, domingo e feriados das 9h30 às 17h30 e o ingresso custa R$40 (a inteira, R$20 a meia).

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips-topo-do-mundo

TOPO DO MUNDO :: Essa foi dica de uma outra leitora lá no Insta e eu amei demais!! Achei que não fosse dar tempo de ir, porque fica em Brumadinho (mesmo município onde fica Inhotim), mas acabou rolando. É cerca de 40 minutos de BH. Chegamos no laço da hora do pôr do sol, que foi divino, um dos mais bonitos que já vi na vida! O Topo do Mundo é um pico de 1.500 metros (localizado no alto da Cordilheira da Serra da Moeda) e fomos num restaurante lá em cima que tem o mesmo nome. As mesas na varanda garantem a vista mais bonita, mas o lugar todo é bem legal. Aliás, quando fomos embora, já de noite, vimos várias pessoas chegando para comer fondue. Programa super romântico! <3 Ah, e para os corajosos, dá para pular de parapente lá no pico!

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

MEET ME AT THE YARD :: Eu amei o Meet Me (como o pessoal chama)! O lugar é lindo, super descolado! Tem vários desenhos lindos feitos com giz na parede, um jardim com projeções de filmes e desenhos animados, música bacana, comida boa e drinks bem gostosos. É um mix de cozinha americana com asiática, latina e mediterrânea. Para beber pedi o Black Cherry (o da Mason Jar na foto!) e o Gum Rise (com frutas vermelhas, suco de cramberry e laranja, leite de coco e vodka). Não achei um cardápio atualizado na internet, mas pedi um hambúrguer com algum molho de alho que estava muito muito bom! <3 Me falaram que às vezes tem sessão de cinema rolando por lá aos domingos.

Rua Curitiba, 2578 – Lourdes

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

com LuCony, e Carol (que chegou no finalzinho)! <3

BOMB SHELL :: Só fui em lugar legal em BH, gente! rs.. Como esse povo sabe comer bem! Combinei de ir no Bomb Shell com a Lu ferreira, Cony e nossos respectivos. O ambiente é super informal, tipo um boteco muito cool e com uma decoração bacana. Tive que pedir o Demônio, drink mais famoso da casa de limão capeta, canela, mel e vodka. Para comer, a famosa batata rosti de lá. Pedimos a de carne seca com catupiry e a de frango com catupiry (a de carne seca é melhor!).

R. Sergipe, 1395 – Funcionários

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips

A OBRA :: Na nossa última noite em BH fomos na Obra, que como eles chamam, é um bar dançante. Eu curti muito, me diverti demais! O ambiente é super bacana, me senti até em algum lugar do Brooklyn, rs. Eu sou dessas que só me empolgo em boate se eu gosto da música e a de lá estava ótima! Rock, pop, hip-hop… tudo antigo. Não preciso de mais nada! Ainda aproveitei que lá tinha Guaraná Jesus para montar um drink só por causa da cor, haha. Mas até que ficou bom. A vodka corta o gosto muito doce do refrigerante.

R. Rio Grande do Norte, 1168 – Funcionários

dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tips dica-bar-restaurante-bh-belo-horizonte-viagem-dica-travel-tipsfotos acima, gulab

SALUMERIA CENTRAL :: Esse tinha sido recomendado por várias pessoas. O restaurante é especializado em embutidos. Não tinha como deixar de pedir uma boa tábua variada e queijos (na chapa!), amo! Também pedimos panturrilha de porco, que estava boa, mas comi uma mais gostosa na Mercearia 130 com a Cony.

R. Sapucaí, 527 – Floresta

Ainda fui na Mercearia 130, onde fui com a Cony e pedimos uma panturrilha de leitão maravilhosa, o Café com Letras, que fica no belo pátio do CCBB, o Xodó, fast-food super tradicional de lá, num restaurante argentino/uruguaio maravilhoso dentro do Mercado Cruzeiro e no Mercado Central, onde fui comprar queijos e doces mineiros! :9 Fiquei com muita vontade de ir no Birosca S2, mas estava fechado no dia que tentamos ir. Várias pessoas me indicaram e parece ser uma graça! Fica para a próxima!

Gostei muito de tudo que vi em BH e quero voltar em breve!  E quem for da cidade, aceito dicas para a próxima visita, hein!!

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
maio 09, 2014 | Por Mandy em Destaques, Estilo, Looks, Por Aí

O BAILE DO MET PELOS NOSSOS OLHOS!

Quem acompanhou o Baile do Met pelo nosso Instagram e Facebook, viu que eu estava lá na porta do Metropolitan, bem na frente do red carpet, fazendo uma cobertura dupla especial para o blog e para o Fashionismo! Desde que me mudei pra cá tento fazer isso, mas nunca tinha dado. Este ano resolvi sacar a minha câmera e celular e enfrentar um pouco da loucura ao vivo do evento, rs. Achei que seria legal compartilhar por aqui alguns dos registros da visão que o pessoal que está lá na frente tem.

met-gala-fotos-celebridades-watch-live-ball-2014-bradley-cooper-sjp-vestidos-red-carpet-assistir-ny-new-york

Fiquei contente que acabei não indo sozinha para lá! Finalmente conheci pessoalmente uma leitora mais que fofa que também mora aqui em NY, a minha xará, Amanda Motta. Já nos comunicávamos por insta e Facebook e, quando ela me disse que também estaria lá, marcamos de nos encontrar. Amanda veio estudar fotografia e já está aqui há alguns meses. Graças à sua câmera boladona, conseguimos alguns cliques muito bons (misturados com alguns médios da minha câmera modesta, rs)! Obrigada, lindona! :D

Chegamos lá por volta das 16h30 e ainda estava bem vazio. Conseguimos um lugar muito bom, bem na frente da única área aberta, que fica de frente para a escadaria vermelha por onde as pessoas entram. Lá pelas 18h as primeiras celebridades começaram a chegar e nessa hora a rua já estava tomada. Sarah Jessica Parker e Bradley Cooper eram os chairs do evento, ou seja, eram os responsáveis por receber todos os convidados, então foram logo os primeiros a pisar no local, logo depois de Anna Wintour, que abriu o tapete vermelho.

O casal Beckham causou alvoroço! David ainda acenou para o pessoal e cumprimentou os policiais que faziam a segurança do evento, fofo! <3 Outra super simpática foi Lily Allen, a única que atravessou a rua para falar com as pessoas! Mario Testino também foi uma diversão à parte, tirando foto de tudo e de todos, até da galera! rs… Aliás, o pessoal que estava perto da gente era muito divertido! Rimos à beça!

met-gala-fotos-celebridades-watch-live-ball-2014-bradley-cooper-sjp-vestidos-red-carpet-assistir-ny-new-york-blake-lively-lea-michele-lupita-leighton-meester-beckham

Ryan e Blake, casal magia, também foram bem simpáticos. Rolou até um charme a mais do Ryan, rs! <3 Lupita era uma graça só! Muito fofa!! Arrasou mesmo com esse look esquisito! Uma coisa engraçada, é que às vezes entrava uma caravana de celebridades de uma vez e só fui reparar que elas estavam lá depois que cheguei em casa, rs. Fiquei tão concentrada na Lupita, que nem vi que a Leighton Meester estava ali, por exemplo. O mesmo aconteceu com essa foto de Lea Michele, que só fui achar agora, rs.

Quem fica acompanhando de lá vê todo o bate-papo que rola entre as celebs, as chegadas, a organização para a ordem de fotos na escada, as risadas, os tropeços (Diane Kruger quase caiu) e, claro, as selfies, rs. Rosie Huntington-Whiteley tirou várias com Olivier Rousteing, diretor criativo da Balmain, grife que ela estava vestindo. O pessoal foi ao delírio com Gisele e Tom Brady, que passaram rapidinho pelo red carpet. Taylor Swift fez questão de falar com o pessoal da segurança do evento. O Oscar de La Renta que ela estava usando era uma visão de costas, lindo!!!

met-gala-fotos-celebridades-watch-live-ball-2014-bradley-cooper-sjp-vestidos-red-carpet-assistir-ny-new-york-kimye-rihanna-beyonce-jay-z

Na lateral direita do museu fica uma fila de carros e os famosos vão saindo aos poucos. Dá até para ver alguns chegando, mas é uma área mais fechada. Depois disso, eles passam por um corredor coberto que leva direto para a área da escada. Dita Von Teese foi uma das que conseguimos ver antes de entrar nesse corredor. Ela chegou junto com Zac Posen, designer do modelo que estava usando. O mesmo aconteceu com Emma Stone e Andrew Garfield, que estavam andando normalmente no meio da rua (na área fechada, claro, rs) até a entrada do evento.

Um momento divertido foi acompanhar o crew da Stella McCartney formado por Rihanna, Cara Delevingne, Reese Witherspoon e Kate Bosworth. Era risada pra cá, photobombing pra lá, foto em grupo, brincadeiras, etc.

Os últimos que chegarem foram Kim, Kanye, Beyoncé e Jay Z. Sobre Kim, ainda me impressionei com o tamanho da bunda ao vivo! o.O É muito grande, gente! hahaha…

Adorei fazer essa cobertura e espero que vocês tenham gostado também! :) A ideia era tentar mostrar em primeira mão a chegada das celebridades e compartilhar um pouco de como é o evento. Achei legal mostrar aqui algumas das coisas que não são registradas pelos fotógrafos que estão lá dentro. Espero que dê para fazer novamente ano que vem e, quem sabe, com credencial oficial! ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
mar 25, 2013 | Por Mandy em Estilo, Look do Dia, Looks, Por Aí

NOSSO LOOK :: DIA:BEACON!

Finalmente eu (Mandy) tenho uma semaninha de férias da pós com a chegada do Spring Break! Uhull! rs Minha mãe aproveitou a data para me visitar e ontem fizemos um passeio bem legal. Alugamos um carro e fomos ao Dia:Beacon, museu de arte super contemporânea que fica em Beacon, NY. Lá funcionava a fábrica da Nabisco no início na década de 20 e hoje conta com obras de Andy Warhol, Bruce Nauman, Richard Serra, entre outros. O Dia:Beacon fica há uma hora e meia de carro saindo de Midtown, mas também dá para ir de trem. Já que estávamos de carro, passamos no Woodbury na volta, rs. É uma boa combinação de programas, já que o outlet é no caminho. Aproveitei o jardim lindo do museu para fotografar o look que usei.

STARVING LOOK MANDY NY NEW YORK NOVA YORK NYC DIA BEACON DVF DIANE VON FURSTENBERG VIA MIA ALL STAR CONVERSE CALCA UNIQLO POAS BOLINHA PRETA KNIT PRODUCAO DICA MUSEUsweater DVF | calça Uniqlo | bolsa Via Mia | tênis All Star

A temperatura ontem estava tranquila, em torno de 10°C, e dava para ficar sem casacão no sol. Adoro esse sweater da DVF que tem uma corrente dourada na barra. Combinei com a calça de poás da Uniqlo, o All Star cru com a ponta metalizada e a bolsa de couro preta da Via Mia. Curti a combinação da textura da parte de cima com a estampa da calça. Look básico, mas com detalhes, rs.

O que vocês acham de calças mais curtas? Confesso que eu estranhava um pouco, até por causa da minha altura, mas tenho me acostumado e gosto de usar com tênis e botas de cano curto.

Estou planejando um post com dicas de museus bacanas em NY fora do circuito MoMA, Met e Guggenheim!

p.s.: Isso que é dupla de blogueiras em sintonia, rs. No mesmo dia que a Gabi fez esse post, eu cortei as minhas madeixas! “Transmimento de pensação”?! Vou postar a dica do salão aqui depois! ;)

Gostaram?

Beijos,
Mandy e Gabi

Você também pode gostar
set 15, 2010 | Por Mandy em Starving recomenda

O ESL SUMMER PROGRAM DO FIT!!

Finalmente o post sobre o curso que eu, Mandy, fiz no FIT!! Muitas meninas estavam perguntando! Sorry, girls! Sei que estava devendo esse post, mas antes tarde do que nunca, né? :)

Bom, depois de desbravar o maravilhoso (cof, cof) site do FIT, cai na página dos cursos de verão chamados ESL | Fashion Business Program. O programa me chamou atenção por não ser longo (o que para mim era bom por causa do trabalho), pelas matérias interessantes, por ter aulas de inglês, além das de moda, e por ser em NY!

O processo para se inscrever é bem simples. Assim que as inscrições abrem, basta preencher um formulário pequeno e enviar por fax ou e-mail. Vale ficar de olho nas datas, as novas inscrições abrem em Abril de 2011. A página do curso é bem explicativa, tem várias informações.

São quatro temas disponíveis dentro do curso:

. Fashion Design

Descubra o que é preciso para ser um estilista. Experimente o passo-a-passo no planejamento de uma coleção.

. Fashion Merchandising

Aprender como os compradores (de moda) pensam, trabalham e são responsáveis por ganhos e perdas através de um planejamento de merchandise.

. Advertising, Promotion, and Fashion Styling (o que eu fiz)

Como anúncios e propagandas de moda são planejados e executados. Como o styling é usado na publicidade.

. Global Cosmetics and Fragrance

O business do mercado de beleza internacional. Visitas as principais empresas e lojas. Percepção de como um conceito de produto de beleza é lançado.

O curso durou quase um mês com aulas de 9h as 16:30h. De 9h a 12h é a aula de inglês, dividida no primeiro dia de aula por vários níveis de turma, de acordo com a fluência de cada um. A minha turma foi bem legal e a professora sempre passava assuntos e textos interessantes relacionados com moda para discutirmos e trabalharmos em sala. Como a minha turma era de Research, tivemos que fazer uma pesquisa e um trabalho final para apresentar no último dia de aula. Meu trabalho foi sobre os estilistas que fazem parcerias com lojas Fast Fashion. Foram 10 minutos de apresentação individual em inglês. Meio tenso, hahaha, mas acaba tudo bem. Afinal, está todo mundo no mesmo barco, né?

As aulas específicas são de 13:30 as 16:30. Cada dia é uma aula com um tema diferente. Só para ilustrar algumas, tivemos aulas de: Fashion Trends, Viral Advertising & Promotion, Fashion Styling, Introduction to Fashion / Magazine Journalism, Inspirational Styling, Fit Fundamentals,…

Várias aulas são voltadas para o projeto final, que dessa matéria que eu escolhi, era fazer o styling de um photoshoot para um anúncio. Funcionou da seguinte maneira: nos dividimos em grupos de acordo com as responsabilidades de cada um. Eu me candidatei para cuidar do cabelo e maquiagem. Tivemos que escolher uma bolsa de qualquer pessoa do grupo e, a partir daí, criar um tema e montar a produção. Aproveitamos a beleza super diferente da Sofie (ela é sueca, tá?) e o nosso tema acabou virando uma coisa meio Pocahontas in the City, hahaha. Improvisamos com o que cada uma tinha e a única coisa que precisamos comprar foram as penas. Escolhemos a Missoni como a nossa “marca”.

A parte do styling e photoshoot foi em grupo, mas cada pessoa diagramou seu próprio anúncio. Para quem está se perguntando como as pessoas fizeram, não se preocupe! Tem duas aulas de Basics of Advertising, onde dá para ter uma ideia de InDesign (software) e foi nessa aula que fizemos os layouts. Esse foi o meu, ó:

Além das aulas, tivemos algumas palestras e visitas muito bacanas! Fomos no Manhattan Wardrobe Supply, que vende absolutamente tudo para quem trabalha nesse universo, desde sangue falso para produções (ew!) até adesivos e produtinhos bacanas para ajustar roupas e etc. Amei! Vale muito a pena visitar. Também visitamos a Materials Connexion, que é uma empresa de soluções e inovações em materiais! Tem muuuuita coisa bacana lá! Vários materiais incríveis! Para visitar e pesquisar no local, você tem que ser sócio (ou pagar uma taxa por visita). O pessoal da Osklen faz pesquisa lá! Fomos também em um lugar muito legal, que esqueci o nome, de aluguel de roupas, acessórios, etc. para produções de TV e revistas! O máximo!! Visitamos o Brooklin Museum, que estava com uma exposição incrível sobre moda, a American High Style: Fashioning a National Collection (queremos ainda postar sobre ela) e outra maravilhosa do Andy Warhol, The Last Decade. Visitamos também alguns brechós, mas desses a gente fala depois porque vai ter um guia especial com todos!

Tivemos uma palestra com a Sheron Feldstein, stylist de várias celebs, incluindo Reese Whiterspoon. Ela é doida, gente! hahaha No bom sentido, é claro! Uma figura!!! E além de tudo é madrasta do Adam Levine do Marron 5 (ui!) e mãe do Jonah Hill (do filme Superbad)! E sabem essas capinhas cheias de strass e super escalafobéticas? Bom, ela se diz a inventora! hahaha Teve a ideia e distribuiu vários exemplares para amigas famosas saírem na rua usando por aí.

Bom, resumindo, o curso foi bem bacana! Dá para ter uma ideia geral sobre os temas dos cursos, os professores são ótimos e conhecer gente de tudo quanto é canto do mundo é muito bom e enriquecedor! Eles dão muito material! Quase todo dia recebíamos dicas e informações novas. Sem contar que a Library deles é tudo!!! A melhor parte: acesso a sites como WWD e WGSN! Dizem que duas semanas após o curso a senha para de funcionar, mas a minha continua valendo! Yes! hahaha

Quem quiser saber sobre hospedagem, o FIT tem housing no campus da faculdade. Quem quiser saber mais infos, aqui tem os preços. Eu não fiquei lá, acabei alugando um apto. de um conhecido, já que fui com meu namorado.

Post longo, eu sei, hahah. Mas não resisti em compartilhar tudo (ou quase tudo) com vocês.

Espero que tenham gostado e que esse post ajude quem está pensando em fazer esse curso lá! Quem tiver perguntas é só deixar aqui nos comentários, ok?

Beijos,

Mandy e Gabi

imagens do topo (FIT): Tati Mélega. amiga, roubei, tá? hahaha :*

Você também pode gostar
ago 04, 2010 | Por Mandy em Starving recomenda

PONTO DE PARTIDA: PORT AUTHORITY BUS TERMINAL!

O Port Authority Bus Terminal é o maior terminal rodoviário do mundo! De lá saem ônibus para todos os lugares dos EUA. Nesse tempo que eu, Mandy, fiquei aqui em NY acabei visitando alguns lugares legais que gostaríamos de compartilhar com vocês! Esperamos que gostem das dicas! :)

Partindo do Port Authority, o Woodbury é, certamente, o destino preferido e mais conhecido dos turistas que estão em NY! Com diversos horários por dia, de ida e de volta, a “viagem” para o famoso Outlet dura cerca de 40/50 minutos. Faremos um post em breve sobre o Woodbury (Woodbury x Century 21, eis a questão). Lá tem tanto as grifadas Chanel, Dior, Prada, Missoni, até Ralph Lauren, Gap, Nike e por aí vai (para ver a lista completa das lojas, clique aqui). A passagem custa U$42,00 (ida e volta). Guarde os vales que vêm junto com o ticket da passagem! Muitos deles dão ainda mais descontos em algumas lojas! Quem quiser saber mais infos sobre o transporte de ônibus para lá, tem no site da Gray Line.

Para quem vai ficar mais tempo em NY e gostaria de tirar um dia para se divertir em um parque de diversões, o Six Flags Great Adventure em New Jersey pode ser uma boa opção! O parque é muito legal, bem grande e com vários brinquedos ótimos. Ele é bem famoso por suas montanhas-russas, mas na verdade tem várias atrações diferentes, inclusive para crianças e até show de golfinhos (♥)! O trajeto para o parque é feito pela NJ Transit e dura cerca de 2 horas. Os ônibus saem as 9:30a.m. do Port Authority no portão 324 e a passagem (ida e volta) custa U$61,00 e incluiu o ingresso para o parque! Um bom negócio, já que o ingresso comprado lá no parque na hora custa U$54,00!

Também em NJ e não muito longe de NY, está Atlantic City e seus cassinos! É como se fosse uma mini Las Vegas, com alguns hotéis bem próximos um dos outros, com cassinos, boates, restaurantes, lojas, … Fui no Caesars (o mesmo de Vegas, mas em menor escala). É bem divertido e tem uma espécie de bar/boate dentro com mulheres dançando em cima da mesa, estilo Coyote Ugly! Se vocês forem, espero que tenham mais sorte do que eu, hahaha, porque não ganhei nada! :( Mas é bem divertido! Para chegar lá, é só pegar os ônibus da Academy que saem em vários horários, tanto de dia, quanto de tarde, de noite, de madrugada, … A passagem custa U$35,00 ida e volta e você ainda ganha um vale de U$25,00 para jogar naquelas malditas máquinas de caça-níquel $$$!

Fui passar um fim de semana com o namorado em Washington para visitar parentes dele que moram lá. A cidade é linda e cheia de atrações. O famoso Smithsonian, é um complexo de 19 museus, a grande maioria situada em D.C., e entre eles o Natural History Museum. O melhor é que eles são de graça! Tem também as clássicas visitas à Casa Branca (oi Obama!), o Capitólio e o Monumento Nacional da Segunda Guerra Mundial, entre o Obelisco George Washinton e o espelho d’agua em frente ao Lincoln Memorial. Este memorial foi construído em 2004 em homenagem a todos os americanos que serviram nas forças armadas durante a Segunda Guerra Mundial. Outro lugar muito legal para se visitar, é o National Spy Museum. Ele não faz parte do Smithsonian e o ingresso custa U$16,00. Vale muito a pena a vista! Adorei o museu! Infelizmente, tive que ir embora correndo no final da visita para não perder o ônibus da volta para NY. Então, aconselho a preparar um certo tempo para olhar o museu com calma, porque ele é bem grande, cheio de conteúdo, interatividade e é tudo muito interessante! Fui para Washington pela Vamoose (cerca de U$60,00 ida e volta), pois fiquei em Bethesda, mas várias outras empresas fazem o trajeto NY-Washington. Essa foi a viagem mais longa, que durou cerca de 4 horas.

Gostaram das dicas, meninas? Quem já tiver feito, ou souber de algum trajeto bacana que queira compartilhar, deixe aqui nos comentários! :)

Beijos,

Mandy e Gabi

Você também pode gostar
Voltar para o topo!