ago 28, 2018 | Por Mandy em Beauté, Cabelos, News

Cabelo colorido para morenas – e o meu cabelo rosa!

Ando há muito tempo com vontade de pintar o cabelo colorido, então “um belo dia resolvi mudar” e cá estou eu com o cabelo ROSA! Eu já corto o cabelo com o @shao.monteiro há uns dois anos, depois de uma das minhas melhores amigas ter me indicado ele, #valeu @dorabertoni, rs! Há um tempão eu não pintava o cabelo. Tem uns 6 anos que ele estava virgem e da última vez que eu fui cortar com o Shao ele comentou sobre a vontade de pintar meus fios. Aí, falei: Então, queria tentar colorido, vamos?!

No meu caso, o @shao.monteiro  primeiro descoloriu o meu cabelo com efeito meio ombré, com degradê suave, colocando um tom de loiro meio dourado, para dar esse efeito do rose gold quando aplicasse a tinta rosa. Além disso, ele diluiu a tinta rosa Pink em um creme branco (que pode ser condicionador também) para a cor ficar mais clarinha, se não ia ficar pinkzão ou rosa chiclete, coisa que eu não queria.


A mudança acabou ficando muito mais linda do que eu imaginava! <3 Acabei cortando também – meu cabelo estava enorme – e o long bob voltou a ser meu corte. Fiquei tão empolgada! rs… Já estou colhendo algumas infos sobre como cuidar dos fios coloridos e depois compartilho minhas experiências aqui.

Aproveitei e separei essas inspirações para quem quer colorir o cabelo, mas não quer pintar ele inteiro, e principalmente para as morenas, como eu, que querem uma mudança um pouco mais sutil. A minha dica é descolorir um pouco ou até aproveitar uma balayage ou ombré, alguma coisa que já tenha no cabelo para aplicar a tinta. Essa tática é ótima para quem tem cabelo escuro, porque vai fazendo um degradê e mescla os fios escuros e coloridos para não ficar aquela divisão brusca.

Ainda estou pensando se vou me aventurar em outras cores ou não, mas por enquanto vou curtir um tempo com o rosa!

Beijos,
Mandy

Você também pode gostar
ago 17, 2018 | Por Mandy em Dicas, Estilo, Looks, Tendências

Saia midi e pantacourt <3

Dia desses parei para pensar em algumas coisas boas que o feminismo me trouxe e percebi que, desde as questões mais profundas ate às mais “banais” do dia a dia, notei que a forma como eu me visto mudou um pouco também, mesmo que inconscientemente.

Sempre tive seios grandes, mesmo depois de fazer redução, mas me sentia meio podada de usar decote, por exemplo. Achava que ficava vulgar ou que chamava atenção demais. De uns tempos pra cá comecei a perceber que as peças mais decotadas ficaram mais presentes no meu guarda-roupa. Afinal, é o tipo de peça que me cai bem, fica bonito e eu não vou deixar de usar por causa de boy lixo que julga e sexualiza o corpo feminino, né?! ;)

E acabou que comecei a perceber também que me desprendi de outros padrões que eu sempre impus pra mim mesma como, por exemplo, não usar comprimentos midi. Sempre ouvi dizer, desde adolescente, que esse tipo de peça não me favorecia porque eu era baixinha. Ou que era o tipo de peça “man repeller” (vulgo, repelente de homem), que os caras achavam esquisito (insira 10 emojis revirando o olho aqui, rs). Era quase um tabu, uma proibição. Como a minha relação com o meu corpo foi mudando e meus parâmetros começaram a ser repensados, comecei aos poucos a dar uma chance para esse comprimento e não teve jeito, me joguei mesmo! rs…

Do alto dos meus 1,56m, posso dizer para vocês que a melhor coisa que fiz foi me livrar desta “regrinha”. Tenho usado saias, vestidos, calças e macacões midis para todas as ocasiões da vida e estou longe de me sentir achatada! Acho que temos que começar a fazer nossas escolhas de looks apenas porque gostamos ou achamos bonito, não pelo o que nos falam que fica bem ou não em algum tipo de corpo. Gostou? Se sentiu bem? Então se joga!

A opção midi é super confortável, além de muito estilosa, e tem muitas formas de usar. A primeira peça que comprei nesse estilo foi um macacão que uso sozinho, ou com uma blusa por cima, como se fosse calça.

Uma dica ótima para ter uma sensação de alongamento, mesmo usando uma peça desse comprimento, é dar uma aberturinha nos botões debaixo da peça mostrando um pouco da perna. E como é uma das partes do meu corpo que eu mais gosto, mostro mesmo, rs… Esse tipo de “fenda” fake fica ótimo em peças de tecido bem fluido.

Ah, e cintura alta ajuda também! ;) Aprendi isso com a linda da Carol Burgo, que é mais baixa do que eu e também fã dos comprimentos midis. <3

Fui olhando fotos minhas no Instagram e reparei que realmente esse se tornou um comprimento muito presente no meu dia a dia. Quanto a onde achar esse tipo de peça, as minhas são basicamente da Três, Farm, Bazis, Zara, Amaro e brechós. Aproveitei e separei alguns modelos com preços bacanas que vi por aí! ;)

Tem algum tipo de peça que você se limite a usar por causa de padrões preestabelecidos?! Ainda vou falar mais sobre isso em breve. Tem um post sobre tênis e sapatos baixos saindo já já! <3

Beijos,
Mandy!!

Você também pode gostar
Página 3 de 1.62912345...Última »
Voltar para o topo!